Melhora a situação das famílias americanas

Por Thiago Custódio Biscuola / Marcel Caparoz, da RC Consultores

O número de pedidos de retomada judicial de casas por falta de pagamento nos EUA caiu para o seu menor nível em 8 anos. Em Novembro de 2013 foram enviadas 113.454 notificações, uma queda equivalente a 15% em comparação ao mês anterior. Dentre as 20 maiores cidades americanas, 17 delas registraram queda do nível de retomadas judiciais. Tal cenário confirma que a escalada da inadimplência das famílias no país, que ocasionou desde Outubro de 2006 a reapropriação de aproximadamente 7,7 milhões de residências americanas pelos bancos, pode estar chegando ao fim.

O índice nacional S&P/Case-Shiller de preços de residências subiu 13% em setembro, ratificando esta firme tendência de recuperação do mercado imobiliário. Como grande parte da “riqueza” está atrelada ao valor de seus imóveis, as famílias americanas viram seu poder de compra aumentar significativamente com a retomada dos preços. Os índices acionários atingindo máximas históricas e a recuperação do mercado de trabalho contribuem para o reequilíbrio do orçamento familiar dos norte-americanos. A recuperação sustentável do consumo das famílias contribuirá para a consolidação da recuperação da economia dos EUA e, consequentemente, do restante do mundo.

Ed.333

Comentários

comentários