Merkel apoia visão do presidente do BCE para defender o euro

José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A chancelar alemã, Angela Merkel, reafirmou ontem no Canadá o seu compromisso de fazer “o possível” para defender o euro, apoiando as declarações do presidente do BCE, Mario  Draghi, que afirmou que faria o que fosse preciso para salvar o euro e levantar a perspectiva de compra de títulos de países endividados. “As decisões recentes do BCE demonstram que a instituição considera que uma ação política é simplesmente um pré-requisito a uma evolução positiva na zona euro”, disse Merkel, defendendo uma “partilha das responsabilidades no plano político”.

Não faz sentido pensar no fim do Euro. Este foi o consenso a que chegaram os especialistas reunidos ontem na Fecomercio-SP para debater a crise econômica na Europa. O consenso foi que a solução para a crise atual não será rápida, mas o custo de acabar com o Euro “é tão grande que não há como isso acontecer” conforme palavras de um dos participantes.  Acreditamos que  o encaminhamento para solução da crise passa pela integração fiscal da zona do euro.

Ed.10

Comentários

comentários