Nunca antes na história do sistema de metas

Por Flávio Calife e Yan Cattani, da área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC

O relatório Focus de hoje divulgado pelo Banco Central traz uma novidade nas expectativas dos analistas em relação ao crescimento da economia e ao nível geral de preços. Pela primeira vez desde que o sistema de metas foi implementado em 1º de junho de 1999, e que o relatório Focus é publicado, há uma combinação de expectativas de crescimento negativo da economia com inflação acima do teto da meta. Os números de hoje apontam para um PIB negativo em 0,44% e para uma inflação de 7,27%, acima do teto de 6,5%.

De fato houve momentos na história do sistema de metas para a inflação em que observamos expectativas e resultados negativos da atividade ou variação de preços acima do teto, mas nunca tivemos essa combinação explosiva de resultados. Há pouco mais de dois meses, em 19/12/2014, as expectativas ainda eram de inflação no teto da meta, mesmo que com um baixo crescimento de 0,55%. O ambiente se deteriorou muito rapidamente de lá pra cá. Colaboraram muito para isso as incertezas na Petrobras, o fortalecimento da oposição no Congresso e os racionamentos de água e luz à vista. Isso sem contar com a rápida alta do dólar e os aumentos esperados nas taxas básicas de juros.

Diz-se que no Brasil o ano só começa depois do Carnaval. Essa não tem sido a regra para 2015. Essa série de notícias negativas neste início de ano derrubou a popularidade dos governantes e criou um cenário ainda mais atribulado. Os agentes econômicos reveem suas decisões e se preparam para momentos difíceis. Estamos assim diante da possibilidade de um novo recorde negativo.

Comentários

comentários