O Brasil deveria reestruturar os sistemas de poupança e investimento para um crescimento sustentável

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O Banco Mundial estima que o PIB da América Latina deva crescer 3% este ano, abaixo dos 3,5% a 4% previsto anteriormente. Para 2013 a estimativa é que cresça entre 3,8% a 4%, “influenciado por uma significativa desaceleração da economia no Brasil e na Argentina”. O Banco Mundial afirma que alguns países da região deverão crescer acima da média, como o Peru, México, Panamá, Colômbia, Chile e Equador. O FMI também deve rever, nos próximos dias, sua projeção do PIB mundial, para este ano, de 3,5% para algo em torno de 3%.

Esses números podem ser otimistas. A América Latina, e em particular o Brasil, ainda é fortemente dependente de exportações de commodities e vulnerável a um declínio na demanda global, especialmente da China. A desaceleração do crescimento da China e da Índia, o fraco desempenho da economia americana e a conjuntura europeia mostram que a crise mundial está longe de estar equacionada. O Brasil não tem tirado partido da situação atual, de grande exportador de commodities, porque está consumindo muito, agravando os riscos de uma eventual virada de tempo, quando deveria reestruturar os sistemas de poupança e investimento.

Ed.44

Comentários

comentários

Posts relacionados

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…

Número de novas empresas sobe 5,1% no 3º trimestre

No 3º trimestre de 2017 o número de novas empresas cresceu 5,1% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Desta forma, os valores acumulados no ano (janeiro a setembro), quando comparados ao mesmo período do ano anterior, mantiveram-se positivos, passando de um…

Vendas para o dia das crianças sobem 2,7% em 2017

Dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) mostram que em 2017 as vendas do comércio para o dia das crianças aumentaram 2,7% quando comparadas aos resultados de 2016. Dessa forma, o indicador para data comemorativa tornou a subir após 2 anos consecutivos de queda, quando variou -4,2% em 2016 e -3,4%…