OCDE prevê crescimento de 4% para o PIB Brasil 2013

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores 

A Organização para a Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou ontem seu relatório 2013, prevendo que o Brasil crescerá 4%, portanto bem mais do que as economias maduras e em crise mas, em compensação, será um dos países com menor crescimento entre o grupo dos Brics e demais emergentes. Os 4% previstos para o Brasil advêm de uma base restrita de apenas 1,5% de expansão este ano. Na China, o crescimento realizado em 2012 será de 7,5%, contra 4,4% na Índia, 3,4% na Rússia e 2,6% na conflagrada África do Sul. A OCDE estima que a média mundial atinja um crescimento de 2,9% este ano.

O governo Dilma encerrará seus dois primeiros anos de mandato com 2,1% – a segunda pior média de crescimento nas duas últimas décadas. No primeiro biênio do mandato de Lula, a média foi de 3,6%; e de 5,6% no segundo. No período FHC, foi de 3,2% e 2,3%, respectivamente. No de Fernando Collor, ficou em 0,25% (primeiro colocado em baixo crescimento). Se não houver mudança urgente para um modelo baseado em mais investimento, a taxa de crescimento do PIB poderá encerrar 2013 com uma expansão até inferior à prevista pelo OCDE. A RC Consultores, por seu turno, projeta um PIB Brasil variando em apenas 3% em 2013. A razão é que a taxa de investimento em países emergentes (~28%) continua significativamente maior do que a do Brasil (~19%).

Ed.78

Comentários

comentários

Posts relacionados

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito cai 1,1% no semestre

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 1,1% no 1º semestre do ano quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Na variação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017)…

Inadimplência do consumidor cai 0,8% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

A inadimplência do consumidor caiu 0,8% no 1º semestre de 2017, na comparação com o 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 3,1%. Na avaliação mensal dessazonalizada, a…