Pentágono apresenta orçamento apertado e prenuncia ajuste

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Pela primeira vez desde o desatar da crise de 2008, o governo americano apresenta um orçamento de “defesa”- ou seja, de gastos militares – com previsão de amplos cortes, em especial no pessoal militar, em despesas de manutenção, novas armas e equipamentos bélicos. O secretário de Defesa mostrou uma proposta de “apenas” US$ 496 bilhões para o próximo ano fiscal. O Congresso americano ainda terá que debater a proposta com o Orçamento final de Obama na próxima semana. O novo orçamento militar propõe corte de pessoal em 13%. Ainda assim, é um orçamento quase cinco vezes maior que o da China, que vem em 2º no mundo em defesa. A reação aos cortes já começou. Vários estados americanos têm larga dependência dos gastos militares em bases espalhadas pelo território dos EUA. Além disso, muitos parlamentares representam diretamente interesses variados de contratos ligados às guerras externas e ao desenvolvimento de armas novas.

A guinada de Obama nessa área militar é corajosa e revela um compromisso com o futuro da estabilidade fiscal, mas invocará muitas novas fricções com o Congresso. Obama está usando o trunfo do seu segundo mandato para tomar essa decisão importante, mas impopular, junto aos políticos, tanto de sua base democrata como nos republicanos da oposição. Revela também uma guinada fiscal na direção de gastar menos e tentar reequilibrar o orçamento em alguns anos à frente. Para tanto, será preciso mostrar que os EUA não ficarão desprotegidos militarmente. Longe disso. O novo orçamento dá ênfase a elementos novos como a guerra cibernética (com equipes de anti-hackers e outras para prevenir ou contrapor ataques cibernéticos) e grupos táticos de alto treinamento, como os Seals, que pegaram Osama Bin Laden. Os EUA se preparam para um mundo onde as guerras não se travam abertamente nem em grande escala, mas exigem grande e rápido poder de resposta a ataques de surpresa.

Ed.372

Comentários

comentários

Posts relacionados

Uso de certificado digital na entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física garante segurança e agilidade aos contribuintes

Contribuintes com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2016 precisam entregar, obrigatoriamente, até o dia 28 de abril a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – DIRF 2017. Para tornar essa obrigação junto à Receita Federal mais simples, rápida e prática, com a segurança da transmissão de informações pelo ambiente online,…

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…