PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS DEVEM SER MAJORADOS NO 1º SEMESTRE DE 2013

Por Fábio Silveira, da RC Consultores

A produção brasileira de petróleo caiu cerca de 2% no comparativo Janeiro-Novembro de 2012 versus Janeiro-Novembro de 2011, segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo). É um desempenho preocupante, já que o futuro da economia brasileira está atrelado, em boa medida, ao consumo de combustíveis fósseis.

Um dos principais fatores responsáveis pela retração da oferta interna de petróleo é o prolongado controle do preço de realização de óleo diesel e gasolina como uma das formas de conter a evolução da inflação brasileira. Desde o início de 2011, os preços domésticos desses combustíveis ficaram persistentemente abaixo do observado no mercado internacional, prejudicando assim o resultado operacional da Petrobras e inibindo seus investimentos. Óleo diesel e gasolina respondem por cerca de 52% da receita da empresa. Nessas condições, em que pese o quadro atual de pressão inflacionária, parece inevitável que os preços dos referidos combustíveis sejam majorados no primeiro semestre de 2013.

Ed.101

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…