Primeiro-ministro britânico promete referendo para saída da União Europeia

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O primeiro-ministro britânico David Cameron, em discurso esta manhã, afirmou que vai promover um referendo sobre a continuidade do Reino Unido na União Europeia entre 2015 e 2017, se for reeleito dentro de dois anos. Cameron alertou para os problemas da zona do euro e para a crise de competitividade europeia.

Trata-se de uma resposta às pressões que vêm de dentro do partido conservador para que o Reino Unido abandone em definitivo a União Europeia. Mas o próprio presidente Obama alertou Cameron que, para os EUA, interessa que a Grã-Bretanha continue na União Europeia. Este referendo está longe de ser uma unanimidade. Vários empresários britânicos advertiram contra os resultados catastróficos de um abandono da EU pelo Reino Unido. O futuro referendo deve causar anos de incerteza à economia britânica, não contribuindo em nada para o encaminhamento da crise que passa na Europa.

Comentários

comentários