Primeiro trimestre fraco para indústria

Primeiro trimestre fraco para indústria

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

A produção industrial recuou em março 0,5% frente a fevereiro na série livre de influências sazonais. Dentre as 14 regiões pesquisadas, 7 apresentaram retração no referido mês. Destaque negativo para os estados do Rio Grande do Sul (-3,0%) e Paraná (-2,1%). Em relação a Mar13 a indústria registrou queda de 1,0%. O relativo dinamismo nos dois primeiros meses do ano contribuiu para que o índice fechasse o primeiro trimestre com modesta alta de 0,4% frente a igual período de 2013.

Estes dados fazem parte da PIM-PF reformulada que foi divulgada pela primeira vez esta semana. A reformulação metodológica teve como objetivo modernizar as bases do índice, incorporando novos produtos e abandonando outros que perderam espaço ao longo do tempo. A quantidade de itens monitorados passou de 755 na metodologia antiga para 805 na nova versão. Alguns setores ganharam peso na nova ponderação, como a Indústria Extrativa (saiu de 4,96% para 11,2%) e a de Produção de veículos automotores (de 7% para 10,1%). Nesta nova pesquisa a produção industrial cresceu 2,3% no ano passado frente a 2012. Resultado bem acima dos 1,2% observado pela metodologia anterior. Isso não significa que a atual conjuntura adversa foi superada. Com uma base comparativa maior, a indústria em 2014 tende a ter um resultado ainda mais fraco.

Comentários

comentários