Procura do consumidor por crédito esbarra na confiança do consumidor

Tudo indica que teremos mais um ano de retração na demanda de crédito por parte do consumidor. Depois de encerrar 2014 com um recuo de 7,8% em relação a 2013, a demanda por crédito do consumidor continua em trajetória de queda em 2015, refletindo os efeitos da falta de confiança do consumidor em um ambiente de elevada incerteza.

Dados divulgados hoje pela Boa Vista SCPC mostram que em todo o país a procura por crédito acumula queda de 11,6% no ano (janeiro a junho) contra o mesmo período do ano passado, o mesmo percentual registrado na tendência de longo prazo, avaliada pela variação acumulada em 12 meses. Apesar da alta de 2,0% em junho, descontados os efeitos sazonais, a tendência de queda no longo prazo persiste.

Os juros ainda em elevação, as expectativas de piora no mercado de trabalho e os preços elevados continuam afugentando os consumidores e aumentando sua cautela em tempos de incerteza econômica. Os reflexos aparecem nos números do comércio do IBGE, que apresentam recuo de 2% no acumulado do ano e queda de 0,5% em 12 meses. Da mesma forma, a última medição do componente do PIB da demanda das famílias apresentou queda de 1,5% no primeiro trimestre de 2015 contra o último trimestre do ano anterior. Essa tendência deve se manter nos números do segundo semestre.

Uma mudança nessa tendência na procura por crédito somente deverá se concretizar com a melhoria da confiança na economia, cenário mais provável com o sucesso dos ajustes na política monetária e fiscal, atualmente em curso, mas ainda com grandes obstáculos pela frente. 

Comentários

comentários