Produtividade é declinante em alguns segmentos da indústria

Fabio Silveira, da RC Consultores

Levantamento recente feito pela RC Consultores constatou que vários segmentos da indústria brasileira operam atualmente com produtividade declinante. Tal declínio foi motivado pela queda da produção, no 1 º Semestre deste ano, sem correspondente ajuste de pessoal ocupado. Até meses atrás, acreditava-se que a economia brasileira teria importante recuperação na segunda metade deste ano, sustentada principalmente por retomada mais firme da demanda interna. Isso fez com que muitas empresas, mesmo com produção cadente, mantivessem seus empregados. Não apenas temiam dificuldades para encontrar profissionais treinados, como também evitavam acelerar a rotatividade de sua mão-de-obra, cuja prática é muito custosa no Brasil, por diversos motivos.

Como os indícios são de que o mercado doméstico terá evolução modesta nos próximos meses (e a economia internacional mostra piora constante), é provável que segmentos industriais comecem a reduzir moderadamente sua força de trabalho, dada a necessidade de recuperação de sua produtividade. Entre outros, espera-se que haja alguma redução de pessoal nos segmentos de produtos eletrônicos, alimentos, máquinas e equipamentos, automóveis e madeira, seguindo o exemplo já adotado por têxtil e vestuário.

Ed.08

Comentários

comentários