Protestos deverão moderar alta da inflação

Por Marcel Augusto Caparoz, da RC Consultores

O IGP-M de junho divulgado hoje pela FGV registrou alta de 0,75%, acelerando em relação ao mês passado (0,0%). Os preços no atacado dos produtos agropecuários tiveram incremento de 1,01%, revertendo a sequência baixista dos últimos meses (-1,98% em maio de 2013). O retorno da alta dos preços dos alimentos no atacado coloca ainda mais pressão sobre a inflação em 2013. O grupo de alimentos e bebidas do IPCA já registra alta de 13,5% no acumulado 12 meses em maio.

Se por um lado a alta dos preços dos alimentos no atacado frustra as expectativas por uma inflação menor em 2013, as recentes manifestações que se espalharam pelo Brasil demonstram que poderão amenizar o processo inflacionário. De maneira direta, a revogação da alta das tarifas de ônibus urbanos e a suspensão do reajuste dos pedágios e das tarifas de energia elétrica contribuirão para um menor avanço dos preços administrados. Indiretamente, com a intensificação dos protestos pelas ruas, já pode ser sentida uma forte redução do ritmo de demanda e consumo por parte da população, principalmente nas regiões mais afetadas pelas manifestações. Este fator inesperado tende a reduzir uma gama de outros preços, inclusive no setor de serviços, que tem se mostrado o grande vilão dos preços em 2013.

Ed.215

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…