Recuo do crédito dos bancos públicos irá se refletir no varejo

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

Nos últimos dias ganhou força o cenário de uma redução da presença dos bancos públicos no mercado brasileiro de crédito. Em agosto de 2013, o estoque de crédito dos bancos públicos já era maior que o dos privados, com a quantia total de R$ 1,31 tri, enquanto dos privados somava R$ 1,27 tri. O estoque de crédito com recursos direcionados (Imobiliário e BNDES), que apresentam forte presença de bancos públicos, crescia em agosto de 2011 o equivalente a 21% a.a., enquanto que os recursos livres registrava alta de 18%. Hoje, após dois anos, os recursos livres recuaram para um crescimento de 8,8%, enquanto os direcionados avançaram para uma taxa de 27%.

No período pós-crise, o crescimento das linhas de crédito com recursos públicos foram fundamentais para preencher o espaço deixado pelos bancos privados, que cortaram drasticamente as concessões neste período. No entanto, a agressividade dos bancos públicos acabou gerando uma demanda que não existia no mercado, em função do alongamento dos prazos e da redução das taxas de juros muito além da média do mercado. Este vazio que será criado agora com o recuo dos bancos públicos não deverá ser preenchido pelos bancos privados, o que implicará na redução das concessões para grupos de maior risco de crédito, principalmente aqueles voltados para o consumo da nova classe C. O varejo que já demonstra perda de dinamismo, deverá sofrer ainda mais em 2014.

Ed.281

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…