Redução dos estímulos nos EUA já está precificada

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

O Banco Central americano (FED) anunciou ontem o início da redução dos estímulos à economia a partir de janeiro de 2014, com um corte de US$ 10 bilhões nas injeções mensais, diminuindo a recompra de títulos públicos do patamar de US$ 85 bi para US$ 75 bi mensais. No entanto, ao contrário do que grande parte do mercado acreditava, a reação após o anúncio foi positiva. A bolsa japonesa fechou esta quinta com alta de 1,74%, enquanto as principais bolsas europeias sustentam elevação dos índices, com a Alemanha subindo 1,22% hoje pela manhã. Nos EUA, os índices futuros apontam para uma pequena baixa de 0,4%.

No anúncio do FED ao mercado ficou claro que embora a redução dos estímulos se inicie em janeiro de 2014, este deverá ser executado gradativamente, permitindo que a taxa de juros de longo prazo no país permaneça reduzida por um longo período de tempo, contribuindo para uma recuperação sustentável da economia americana. O fim das dúvidas contribuirá para uma menor volatilidade dos ativos no curto prazo, embora no médio prazo esta menor liquidez poderá gerar a correção do preço de alguns ativos e elevar ainda mais a volatilidade.

Ed.337

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 1,4% em janeiro

Contudo, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses houve queda de 9,2% A Demanda por Crédito do Consumidor, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), aumentou 1,4% em janeiro, na avaliação dessazonalizada contra dezembro. Porém, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (fevereiro de 2016…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito sobe 3,0% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base do crédito– apontou elevação de 3,0% na análise mensal contra dezembro, descontados os efeitos sazonais. Já na variação acumulada em 12 meses apresentou alta de 2,7%, enquanto na análise interanual (mesmo mês de 2016) houve…

81% dos consumidores esperam que em 2017 a relação entre recebimento e gastos melhore, segundo Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (81%) na Pesquisa Perfil do Inadimplente, da Boa Vista SCPC, espera que em 2017 a relação entre recebimentos e gastos esteja melhor do que a existente no 4º trimestre de 2016, período no qual o levantamento foi elaborado contendo a participação de consumidores de todo o país. Em dezembro de 2015,…