Custo do trabalho aumenta e produtividade diminui

Por José Valter Martins de Almeida

O custo do trabalho na indústria brasileira apresentou em 2012 um aumento recorde de 6,6%, de acordo com o IEDI, o dobro do aumento registrado em 2011, de 3,2%. Por outro lado, a produtividade média do trabalhador brasileiro caiu 0,8% em 2012, o pior resultado desde a retração de 2,2% em 2009. A elevação dos custos do trabalho deverá se manter ao longo de 2013, em função do aumento da demanda interna, estimulada pelo governo.

Estes fatores corroboram ainda mais a deterioração do já fragilizado setor industrial brasileiro, reduzindo a competitividade do país frente aos seus concorrentes internacionais. O quadro precário de infraestrutura do país e a elevada carga tributária reafirmam a necessidade de substituição do atual modelo de crescimento voltado para o alto-consumo, para um modelo de alto-investimento.

Ed.152

Comentários

comentários

Posts relacionados

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito cai 1,1% no semestre

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 1,1% no 1º semestre do ano quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Na variação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017)…

Inadimplência do consumidor cai 0,8% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

A inadimplência do consumidor caiu 0,8% no 1º semestre de 2017, na comparação com o 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 3,1%. Na avaliação mensal dessazonalizada, a…