Custo do trabalho aumenta e produtividade diminui

Por José Valter Martins de Almeida

O custo do trabalho na indústria brasileira apresentou em 2012 um aumento recorde de 6,6%, de acordo com o IEDI, o dobro do aumento registrado em 2011, de 3,2%. Por outro lado, a produtividade média do trabalhador brasileiro caiu 0,8% em 2012, o pior resultado desde a retração de 2,2% em 2009. A elevação dos custos do trabalho deverá se manter ao longo de 2013, em função do aumento da demanda interna, estimulada pelo governo.

Estes fatores corroboram ainda mais a deterioração do já fragilizado setor industrial brasileiro, reduzindo a competitividade do país frente aos seus concorrentes internacionais. O quadro precário de infraestrutura do país e a elevada carga tributária reafirmam a necessidade de substituição do atual modelo de crescimento voltado para o alto-consumo, para um modelo de alto-investimento.

Ed.152

Comentários

comentários

Posts relacionados

Consumidores ganham versão digital e gratuita do Score Boa Vista

Depois lançar com pioneirismo a consulta online e gratuita de CPF, que já beneficiou milhões de consumidores ao longo de cinco anos de norte a sul do Brasil, e de disponibilizar o score aos consumidores em meios tradicionais, a Boa Vista SCPC agora fornece a pontuação (score) aos consumidores, gratuitamente, de forma rápida, simples e…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,10% em abril, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,10% em abril, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve diminuição (em março o nível foi de 2,29%),…

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor cai 2,3% em abril

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 2,3% em abril com ajuste sazonal frente a março, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (maio de 2016 até abril de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve desaceleração da…