Soja puxa safra de grãos em 2015

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deverá crescer 2,5% em 2015 frente à safra colhida neste ano. Segundo dados divulgados hoje pelo IBGE, primeiro levantamento para o próximo ano, a safra de grãos em 2015 foi estimada em 198,3 milhões toneladas contra um total de 193,5 em 2014. Destaque para a soja, para a qual se espera uma alta de 9,0% da produção, sendo 1,5 ponto percentual advindo do aumento da área plantada e o restante dos ganhos de produtividade. A primeira safra do milho, por sua vez, deverá ver sua área plantada recuar e a produção estabilizar frente à safra anterior.

Mesmo em um cenário de elevado estoque global, que contribuiu para que a cotação internacional da soja chegasse a registrar queda no ano de 30,6% no final de setembro, o aumento da expectativa tanto de área plantada como de produção de soja parece caminhar em linha com algumas apostas do mercado. A recuperação parcial do preço nas últimas semanas, responsável por fazer o preço superar novamente o patamar de US$ 10,0 / bushel, foi pautada na expectativa de interferências climáticas nas duas principais safras, a dos EUA e brasileira, que correspondem, respectivamente, a 34% e 30% do total mundial. Tendo em vista o cenário adverso de outras culturas, o direcionamento dos produtores para a soja parece ser induzido pela expectativa de que haja uma recuperação dos preços no futuro.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…