Supremacia brasileira no agronegócio poderia ser maior

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Em relatório divulgado ontem, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) manteve sua estimativa para a colheita americana de soja em 89,5 milhões de toneladas, 8,4% superior ao da safra 2012/13. O mesmo relatório estimou a produção brasileira em 90 milhões de toneladas, volume superior em 10% ao da safra passada. O USDA prevê que as exportações brasileiras desse produto serão de 45 milhões de toneladas em 2013/14, 7,4% a mais que em 2012/13, contra 41 milhões de toneladas dos EUA. As projeções do USDA para a China indicam que o país asiático deverá importar 69 milhões de toneladas, 10 milhões a mais que no ano anterior.

A supremacia brasileira na soja, como de resto no agronegócio, poderia ser maior. As dificuldades que a economia mundial enfrenta poderia ser uma justificativa para o mau desempenho das exportações. Mas não. A queda pouco tem a ver com a crise ao se comparar as exportações brasileiras com as importações dos principais mercados. A China, principal comprador de produtos brasileiros, está importando em torno de 8,4% mais do resto do mundo, mas as exportações brasileiras diminuíram 0,2% em 2013. Se, por um lado, as relações comerciais do Brasil com os principais parceiros não têm merecido a devida atenção do governo brasileiro, a falta de competitividade dos produtos brasileiros, com a alta carga tributária e infraestrutura deficiente, tem ajudado concorrentes a tomar mercado que era do Brasil. No setor de transporte ferroviário, por exemplo, as concessões incluídas no pacote de logística em 2012 deverão ser licitadas somente este ano. Nas rodovias, o Dnit acumula 12% de obras paradas. Não por acaso o Brasil aparece em 52º lugar em um ranking de produtividade em infraestrutura da The Economist comparando 82 países.

Ed.362

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge o menor nível desde setembro de 2014, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados(1) atingiu 1,83% em junho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,28 p.p.). Com isso, a razão atinge o menor nível desde setembro de 2014, quando alcançou 1,80%. Na comparação mensal, o percentual…

Boa Vista SCPC leva consulta de CPF e palestra de orientação financeira ao I Tratamento do Superendividado no Jaraguá

No I Tratamento do Superendividado na Periferia, promovido pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, por meio do Procon-SP e do Centro de Integração da Cidadania, que acontecerá na próxima sexta-feira, dia 28 de julho, no bairro do Jaraguá, em São Paulo, a Boa Vista SCPC estará presente com uma série de serviços…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…