Taxa de investimento deve ficar em 18,5% do PIB este ano

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores 

A taxa de investimento no Brasil, calculada pelo IBGE, foi de 17,9% no segundo trimestre, inferior à de 18,8% no mesmo período do ano passado. Com esse resultado, a Formação Bruta de Capital Fixo caiu durante quatro trimestres consecutivos, entre julho de 2011 a junho de 2012.

Para este ano e 2013 a taxa de investimento deve se situar em torno de 18,5% do PIB. Número muito abaixo do necessário para que o Brasil possa crescer, de maneira sustentada, a 5% ao ano. O nível de poupança doméstica, em torno de 16,6% em 2012, é baixo e os estímulos ao consumo não induzem ao investimento. O aumento do investimento depende de desoneração e simplificação fiscal, melhora substancial da infraestrutura e cenário favorável aos negócios. Sem reestruturar os sistemas de poupança e investimento, o Brasil vai continuar patinando em crescimento muito abaixo do potencial. 

 Ed.54

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

Número de novas empresas cai 3,8% no 2º trimestre

No 2º trimestre de 2017 o número de novas empresas caiu 3,8% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Assim, o resultado configura a primeira queda para esse trimestre desde o início da série histórica (2003). Ainda assim, os valores acumulados no…

Vendas para o dia dos pais recuam 0,5% em 2017

As vendas do comércio para o dia dos pais diminuíram 0,5% em 2017 quando comparadas a 2016, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). O recuo das vendas nesta data foi mais fraco do que o observado em 2016, quando o comércio retraiu 5,2% em relação ao mesmo período de…