Varejo terá menor crescimento desde 2003

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

As vendas no comércio varejista aumentaram em setembro pelo segundo mês consecutivo. Segundo dados do IBGE, o varejo restrito avançou 0,4% frente a agosto na série livre de influências sazonais. Em relação a igual mês de 2013, houve incremento de 0,5%, primeira variação positiva em dois meses nesse tipo de comparação. Entre janeiro e setembro a alta de é de 2,6% em comparação com igual período do ano passado. No acumulado em 12 meses o crescimento manteve a trajetória de desaceleração, atingindo 3,4%, menor taxa desde junho de 2004.

O processo de desaceleração das vendas se acentuou nos últimos meses. Dentre os segmentos pesquisados apenas dois registram crescimento comparável a anos anteriores, são eles as vendas de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (crescimento de 9,4% no ano) e outros artigos de uso pessoal e doméstico, com crescimento no ano de 7,9%. A queda do ritmo de crescimento da renda e, principalmente, o aumento dos desligamentos começam a ter um impacto negativo mais forte em alguns setores. É o caso das vendas de tecidos, vestuário e calçados que registram nesse ano retração de 1,1%. A confiança do consumidor em patamar reduzido, atrelada ao elevado endividamento das famílias e a deterioração das perspectivas de reativação da economia, sugere que a retomada mais firme das vendas está ainda distante. A RC consultores estima um crescimento de 2,5% do volume de vendas em 2014, menor crescimento desde o recuo de 3,7% em 2003.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 4,6% em maio

A demanda por crédito do consumidor subiu 4,6% em maio frente a abril, com o ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve desaceleração da…

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…