“Acertando suas Contas” correu o Brasil e encerra 2012 com grande evento no Memorial da América Latina

Depois de chegar a 15 cidades pela Campanha Nacional “O Brasil Acerta suas Contas”, com a participação de mais de 500 empresas e beneficiar 200 mil famílias, o programa pioneiro realizado pela Boa Vista volta a São Paulo para promover a renegociação de dívidas e disseminar a educação financeira.

A Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), realizará entre os dias 4 e 8 de dezembro de 2012, no Memorial da América Latina (região da Barra Funda, em São Paulo), a ação de encerramento da campanha nacional “O Brasil Acerta suas Contas”, que levou o pioneiro programa “Acertando suas Contas” a 15 cidades, de sete estados, durante o ano de 2012. Cerca de 500 empresas e bancos aderiram a Campanha, promovendo aproximadamente 50 mil renegociações de dívidas, resultado 3 vezes superior ao do ano de 2011.

O “Acertando suas Contas” foi criado em 2010 para promover a sustentabilidade do crédito por meio da facilitação da renegociação de dívidas em um contexto diferente, em que o consumidor recebe também dicas e orientações para planejar seu orçamento doméstico e assim evitar nova inadimplência. Em 2012 a campanha beneficiou (até o momento) cerca de 200 mil famílias, que foram atendidas e orientadas a usar o crédito bem e sempre.

O programa “Acertando suas Contas” tem como principal foco a educação financeira dos consumidores. Nesse contexto, é distribuída a Cartilha do Orçamento Doméstico, que apresenta, por meio de dicas, formas de organizar e controlar o orçamento financeiro familiar, além de orientações para a regularização de restrições financeiras. “É um material de fácil compreensão, onde dúvidas frequentes podem ser esclarecidas com agilidade. O importante é planejar o orçamento familiar e manter o controle das despesas”, destaca Dorival Dourado, presidente da Boa Vista Serviços.

A ação no Memorial da América Latina contará com estandes de empresas de diversos segmentos, que estarão à disposição do consumidor para renegociação de dívidas. “As empresas que participam da campanha estão dispostas a renegociar e a oferecer boas condições para os consumidores que buscam acertar suas contas”, enfatiza Dourado. Vale destacar que as renegociações são feitas caso a caso, mas o ambiente de acordo viabiliza ótimos descontos nos juros e multas, beneficiando o consumidor.

Para Fernando Cosenza, Diretor de Sustentabilidade da Boa Vista, o crédito é uma conquista que precisa ser mantida. “O consumidor brasileiro merece a oportunidade de renegociar suas dívidas, mas também merece e quer aprender a usar o crédito mais e melhor. É isso que queremos: contribuir efetivamente para a construção de um sistema de crédito sustentável e ajudar o brasileiro a se tornar, cada vez mais, um Consumidor Positivo”.

Acompanhe o calendário da Campanha pelo site www.consumidorpositivo.com.br. Nesse mesmo site, o consumidor pode se cadastrar e consultar seu próprio CPF gratuitamente.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,29% em março, segundo Boa Vista SCPC

No mesmo mês do ano anterior, o percentual foi de 2,59% 20 de abril 2017 – O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,29% em março, registrando diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,59%. O que representa menos cheques…

Vendas para a Páscoa cresceram 2,2% em 2017, segundo Boa Vista SCPC

Dados da Boa Vista SCPC mostraram que em 2017 as vendas do comércio para a Páscoa cresceram 2,2% quando comparadas ao mesmo período do ano anterior. Em 2016 as vendas apresentaram queda de 5,8% e em 2015 a retração foi menos intensa (-0,3%). O resultado deste ano é o segundo negativo da série histórica, que…