Boa Vista conquista prêmio IRC+ 2012

A nova solução da Boa Vista possibilita aos seus clientes incrementos maiores a 100% na efetividade de recuperação de crédito nas diferentes faixas de atraso

A Boa Vista, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), é uma das empresas reconhecidas pelo 4º Prêmio Cliente SA da Indústria de Recuperação de Crédito – IRC+ 2012, com o case ‘Score Recuperação Segmentado’. O estudo de caso que levou a empresa a consagrar-se vencedora destaca o trabalho da área de Produtos no desenvolvimento de um novo modelo de recuperação segmentado por atraso.

Segundo Leonardo Soares, Diretor de Produtos da Boa Vista, diversas empresas, muitas delas dos setores varejista e bancário, têm dificuldades com a recuperação de crédito de suas carteiras de cobrança. Diante desta realidade, a Boa Vista desenvolveu a nova solução ‘Score Recuperação Segmentado’, premiada no IRC+ 2012. A proposta é oferecer um modelo mais eficiente no processo de recuperação, permitindo a avaliação da carteira nos diferentes momentos da régua de cobrança.

O ‘Score Recuperação Segmentado’ classifica os consumidores em função das suas distintas probabilidades de pagamento – e de maneira mais aderente às diferentes faixas de atraso dos débitos. Os modelos desenvolvidos são segmentados por faixa de atraso: de 1 a 60 dias, de 61 a 90 dias, de 91 a 180 dias, de 181 a 360 dias e acima de 360 dias. Essa inovação no modo de avaliar o potencial de recuperação gera ganhos significativos às empresas que necessitam recuperar créditos com eficiência. Uma comparação realizada entre os modelos tradicionais e o segmentado da Boa Vista aponta incrementos maiores a 100% na efetividade de recuperação.

Enquanto nos modelos tradicionais observa-se uma recuperação 43,7% maior em consumidores com alta probabilidade de pagamento, em um período de recuperação de 30 dias; o novo modelo supera os 92,10% nestas mesmas classes, em um período de 45 dias. Para Leonardo, esses resultados comprovam que a nova solução é mais efetiva e gera resultados positivos para as empresas, mais que dobrando a probabilidade de recuperação de crédito, quando aplicada.

Comentários

comentários