Maioria dos consumidores inscritos no Cadastro Positivo está com as contas em dia, revela Boa Vista SCPC

Levantamento da Boa Vista SCPC, realizado em julho, revela que 91% dos consumidores inscritos no Cadastro Positivo são ativos no mercado de crédito, e desse total 70% não apresentaram negativação no período de dois anos. A conclusão é que os consumidores que buscam o Cadastro Positivo possuem um bom histórico de crédito. O número estimado de adesões ao Cadastro Positivo soma três milhões desde que ocorreu a sua regulamentação como política pública, em agosto de 2013.

O Cadastro Positivo contém o histórico de crédito dos consumidores. Nele são registrados os compromissos financeiros e os pagamentos relativos às operações de crédito, liquidadas ou em andamento. Com base nessas informações, o consumidor contará com um instrumento que lhe permitirá maior poder de negociação com as empresas provedoras de crédito, como bancos, financeiras e varejistas, contando com um processo de análise de crédito mais justo e adequado ao seu perfil. Além disso, a parte da população que não tem como comprovar renda terá no Cadastro Positivo um aliado para evidenciar a sua idoneidade creditícia.

“Saber que a maioria dos consumidores inscritos no Cadastro Positivo honra os seus compromissos financeiros é animador. Esse comportamento demonstra alto grau de consciência e comprometimento para com a sustentabilidade das finanças pessoais, e é benéfico para o mercado de crédito”, avalia Dirceu Gardel, diretor Jurídico da Boa Vista SCPC.

Em contrapartida, explica Gardel, será com base no histórico de compromissos financeiros e de pagamentos registrados nos bancos de dados que os provedores de crédito irão decidir em quais condições concederão o crédito para os seus clientes, com taxas, juros e formas pagamento específicas para cada caso. Sem o Cadastro Positivo, bons e maus pagadores pagam juros e taxas semelhantes.

Para Gardel, essa realidade só começará a mudar quando os consumidores já inscritos passarem a exigir das empresas a avaliação do seu histórico no ato da solicitação do crédito, empréstimos ou financiamentos. A concessão de crédito com juros, taxas e prazos mais convenientes evidenciará os benefícios do Cadastro Positivo, atraindo a atenção de quem ainda não participa, seja por receio ou por desconhecimento.

Para o consumidor mais desconfiado, Gardel esclarece que o Cadastro Positivo não reúne informações sobre movimentações bancárias, Imposto de Renda ou patrimoniais. Nele concentram-se os dados do comportamento de crédito, como os financiamentos e empréstimos assumidos e o comprometimento para com elas. E como ocorre com o cadastro de devedores, que contém informações das pessoas que estão com restrição de crédito no mercado, o Cadastro Positivo é administrado por gestores de banco de dados, como a Boa Vista SCPC, o que garante segurança e seriedade ao sistema.

O consumidor pode solicitar sua adesão ao Cadastro Positivo da Boa Vista SCPC nos postos de atendimento, apresentando RG e CPF ou carteira de habilitação (documentos originais), e preenchendo o formulário de autorização. A autorização pode ser feita também por correspondência, encaminhando cópias autenticadas com reconhecimento de firma da assinatura ou ainda pela internet, mas neste caso só para quem tem o e-CPF. Os detalhes estão no portal da Boa Vista SCPC:

http://www.boavistaservicos.com.br/cadastro-positivo/

Confirmada a participação, o consumidor poderá ter acesso às suas informações, bastando solicitar ao administrador do banco de dados, pela internet ou em um posto de atendimento. A adesão é permitida a todos os consumidores, inclusive aos negativados.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…