Inadimplência aponta queda de 2,2% em Belém no primeiro semestre de 2014, diz Boa Vista SCPC

A variação de novos registros de inadimplência em Belém caiu 2,2% no 1º semestre de 2014, contra igual período de 2013, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na comparação interanual, contudo, foi observado um pequeno aumento de 0,3%. E em 12 meses acumulados (comparação entre jul/13 até jun/14 e jul/12 até jun/13) o indicador avançou 2,1%. Os registros aumentaram 5,1% em junho de 2014 na comparação com maio, descontados os efeitos sazonais.

Na média nacional, houve alta de 2,8% no número de registros de inadimplência no acumulado do ano e de 2,5% na variação acumulada em 12 meses.

Esse levantamento inédito foi realizado com exclusividade para a Caravana do Crédito, evento sobre gestão de crédito e risco que a Boa Vista promove, neste dia 07 de agosto, ao empresariado de Belém e região.

graf1

Recuperação de crédito em Belém

A recuperação de crédito em Belém caiu 9,9% na comparação do 1º semestre de 2014 contra igual período de 2013. Na comparação interanual também foi observada queda de 14,5%, enquanto em 12 meses acumulados (comparação entre jul/13 até jun/14 e jul/12 até jun/13) o indicador recuou 1,9%.

A recuperação foi 2,3% menor em junho de 2014, na comparação com maio, descontados os efeitos sazonais. Mantida a base de comparação anterior, a média nacional caiu 1,8%. Contudo, no acumulado do ano a queda foi de 2,0%, enquanto na variação acumulada em 12 meses o resultado ainda é positivo (0,4%).

graf2

Metodologia

O indicador de inadimplência e recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas e da quantidade de exclusões dos registros informados à Boa Vista SCPC pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

Caravana do Crédito

A Caravana do Crédito é uma iniciativa inédita da Boa Vista SCPC, lançada em 2013. Nos eventos, são debatidos os temas gestão de crédito e risco e relacionamento com consumidores, abordando conceitos e melhores práticas adotadas em vários ramos de atividade. O objetivo da Caravana, segundo o presidente da Boa Vista SCPC, Dorival Dourado, é ajudar a “promover o crescimento do crédito de forma equilibrada, beneficiando dessa forma empresas e consumidores”. A Caravana do Crédito estreou em Blumenau, passando também por Recife, Belo Horizonte, Fortaleza e Goiânia.

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…

Percentual de cheques devolvidos atingiu 2,06% em fevereiro, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,06% em fevereiro, registrando diminuição em relação a fevereiro de 2016, quando alcançou 2,22%. O percentual de cheques devolvidos sobre movimentados também recuou na comparação mensal (em janeiro o nível foi de 2,07%), sendo o resultado…