Boa Vista SCPC alerta sobre o prazo para adesão da NFC-e nos estados do país

Empresas classificadas na atividade do comércio e do varejo precisam ficar atentas ao cronograma de adesão da Nota Fiscal do Consumidor eletrônica (NFC-e). A Boa Vista SCPC alerta que cada estado brasileiro tem um prazo específico para que os seus estabelecimentos comerciais passem a utilizar o documento eletrônico em substituição ao papel, de acordo com o calendário da Receita Federal.

A NFC-e é uma revolução no varejo brasileiro, pois além de automatizar o processo de emissão das notas fiscais, reduz os custos de obrigações acessórias aos contribuintes e aprimora o controle fiscal pelas Administrações Tributárias. E ainda, a desmaterialização do processo de emissão da NFC-e dá condições para que o consumidor confira a validade e a autenticidade do documento fiscal recebido.

Conforme o calendário da Receita Federal, até o final deste ano, empresas de diversos segmentos nos estados do Paraná, Paraíba, Rio de Janeiro, Rondônia e Sergipe devem começar a utilizar a NFC-e. A adesão é feita paulatinamente, respeitando a classificação da atividade de comércio e varejo na qual cada empresa está inscrita.

Segundo Roseli Garcia, diretora de Rede da Boa Vista SCPC, as empresas que precisam se adequar à emissão da NFC-e necessitam do certificado digital no padrão Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). Este é o documento que identifica seguramente pessoas e empresas no mundo virtual e que dá autenticidade às transações virtuais.

Mesmo já sendo familiar para muitas empresas, o uso do certificado digital requer atenção extra. Como explica a diretora da Boa Vista SCPC, muitas vezes o prazo de validade do documento, que é em média de três anos, passa despercebido, só sendo observado quando requer uso imediato. Para verificar a validade, a Boa Vista SCPC disponibiliza a opção ‘Teste seu Certificado’ no site www.certificadoboavista.com.br.

Empresas que ainda não possuem certificado digital e vão necessitar de um para emitir a NFC-e, e mesmo as que já possuem, mas precisarão renovar o documento podem consultar a Boa Vista SCPC, que é fornecedora de certificados digitais em todo o Brasil. Além de preços acessíveis, oferece atendimento diferenciado para auxiliar não só a compra, mas também a utilização.

O certificado digital da Boa Vista SCPC pode ser adquirido de forma rápida com ótimo custo-benefício. Pelo telefone (11) 3160-6446 ou site www.certificadoboavista.com.br é possível comprar e agendar o melhor dia e horário para a validação presencial. E mais, ao fazer a compra de um certificado digital da Boa Vista SCPC, o solicitante recebe por e-mail e SMS a confirmação do pedido e as devidas informações para a validação presencial. Ao comparecer no posto de atendimento na data agendada, e com os documentos obrigatórios, o responsável já sai com o certificado pronto para uso imediato.

A Boa Vista SCPC dispõe de pontos de atendimento em 95% dos estados brasileiros e é possível localizar o ponto mais próximo no site www.certificadoboavista.com.br.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…

Recuperação de crédito cai 2,3% no acumulado 12 meses

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 2,3% na variação acumulada em 12 meses (setembro de 2016 até agosto de 2017). A variação mensal com dados dessazonalizados apresentou aumento de 4,5% contra o mês…

Relatório de Crédito – jul/17

O Banco Central do Brasil (BCB) divulgou os dados de crédito referente a julho. A expansão das operações de crédito, até o momento, continua em ritmo moderado. O crescimento do saldo veio levemente abaixo do esperado, com redução na variação anual (caiu 1,6% em junho/17 contra diminuição de 1,7% em jul/17), atingindo R$ 3,1 trilhões,…