Confira as dicas da Boa Vista SCPC para acertar as contas e ficar em dia para as compras de fim de ano

Falta pouco mais de três meses para o Natal e muitas pessoas já começam a redobrar a atenção quanto às dívidas pendentes. A intenção: regularizar as contas que estão atrasadas e que motivaram a negativação do nome, para voltar a ter acesso facilitado ao crédito para as compras das tradicionais festas de fim de ano. Afinal, além do presente para o amigo-secreto e para os familiares na noite de Natal, muitas pessoas fazem questão de comprar roupas e calçados novos, dar um trato no visual, renovar a decoração da casa e até mesmo programar uma viagem.

Para ajudar o consumidor que se encontra nesta situação, mas quer estar em dia com finanças pessoais até o fim do ano, a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) reuniu algumas dicas e orientações que podem contribuir para agilizar este processo. A primeira delas é identificar a conta em atraso. Ou seja, o nome da empresa credora, o valor da dívida pendente e há quanto tempo existe este débito. Este procedimento, entretanto, pode ser feito gratuitamente, de maneira simples e prática, no Portal Consumidor Positivo da Boa Vista SCPC, no campo Consulta de Débito, disponível no endereço eletrônico www.boavistaservicos.com.br/consumidor-positivo/consulta-de-debito.

Como explica Fernando Cosenza, diretor de Sustentabilidade da Boa Vista SCPC, “a consulta é gratuita e online e identifica dívidas existentes no CPF consultado. Uma vez identificada a dívida, a pessoa terá as informações necessárias, como o nome e endereço do credor para tentar uma renegociação dentro das melhores condições para ambas as partes. Neste mesmo ambiente online da Boa Vista SCPC, o consumidor pode verificar se é possível renegociar a dívida por meio da campanha Acertando suas Contas. Caso a empresa seja uma das participantes, haverá um campo para tentar a renegociação virtualmente”.

Não havendo a possibilidade de renegociação online, o indicado é entrar em contato diretamente ou dirigir-se à empresa credora, ressalta Cosenza. Diferentemente do que muitas pessoas acham, não há a necessidade de se contratar uma empresa ou uma pessoa que diga prestar serviço para regularizar as dívidas em atraso. “Não é preciso contratar alguém para limpar o nome. Na verdade, se alguém oferecer esta possibilidade é preciso desconfiar, pois pode ser algum tipo de golpe. Quem tem dívida vencida deve buscar o credor para solucionar o problema”, esclarece o diretor do SCPC.

Outra dica importante é deixar a vergonha de lado e enfrentar o problema de frente. Segundo Cosenza, não há porque ter vergonha de estar com alguma dívida em atraso, principalmente porque está decidido resolver esta pendência. Como você quer resolver isso, o melhor a fazer é ir de cabeça erguida até a empresa credora e tentar chegar a um acordo que seja bom para o seu bolso. Ter um valor para sugerir como uma possível entrada ajuda muito neste processo, já que o credor tem interesse em receber este valor pendente. A entrada é uma demonstração de garantia de que, ao parcelar o valor restante, está disposto a pagar.

Antes, no entanto, procure organizar o seu orçamento pessoal e/ou familiar e avaliar qual percentual deste orçamento pode ser reservado como uma entrada para esta renegociação. Nesta avaliação de como estão as suas finanças, é importante identificar qual a sua capacidade para arcar com o parcelamento do resto da dívida que permanecerá após a entrada. Concluída a renegociação, é importante ter condições de cumprir com o acordado e pagar todas as parcelas, sem atrasos. Cosenza informa ainda que a empresa credora deve comunicar o SCPC em até 48 horas para a exclusão do nome da lista de inadimplentes, após a renegociação.

Comentários

comentários