Consumidor pretende economizar neste Natal, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

Dos pesquisados, 77% pretendem gastar menos do que no ano passado e 59% não querem gastar mais do que R$50 por presente; menos consumidores devem usar o 13º salário para quitar dívidas; e 13% pretendem guardar dinheiro para as contas de início de ano

Consumidores brasileiros devem gastar com mais moderação no Natal deste ano. De acordo com pesquisa realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de proteção ao Crédito) 77% dos consumidores planejam gastar menos com a compra de presentes para comemorar a data, mas o índice é inferior à intenção declarada em 2013 (80%).

A maior parcela dos consumidores (71%) vai pagar suas compras de fim de ano à vista, em dinheiro (56%), com débito no cartão (34%), com cartão de crédito (8%) e por meio de carnê ou boleto (2%). Os 29% que pretendem parcelar afirmam que vão utilizar principalmente (87%) o cartão de crédito como forma de pagamento.

Dos consumidores que responderam à pesquisa, 49% pretendem fazer suas compras para o Natal e final de ano em lojas de rua, 29% em shopping centers e 22% em galerias ou centros comerciais. Além disso, 68% afirmam que a ceia deste ano estará igual ou mais farta que a de 2013.

De acordo com o levantamento, menos consumidores devem usar o 13º para quitar dívidas: 43% dos entrevistados declaram que pretendem quitar dívidas pendentes ou em atraso com o dinheiro do 13º salário, índice 14p.p. menor do que o declarado em 2013 (57%). E 13% devem guardar o dinheiro para pagamento das contas de início de ano.

Perspectivas para a economia brasileira – cautela diante do pessimismo

Há um aumento de 39% para 64% na percepção dos consumidores de que a economia hoje está pior, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Esta opinião prevalece em todas as classes sociais, principalmente na classe A (85%), e nas regiões Sudeste (68%) e Centro-oeste (67%).

Segundo a pesquisa, 50% dos consumidores acreditam que a economia estará pior em 2015, em comparação com este ano (2014). Em 2013, esse percentual era de 34%. O índice também prevalece em todas as classes sociais, principalmente nas classes A (73%) e B (60%), e nas regiões Sudeste (54%) e Sul (51%).

Quando questionados sobre sua vida financeira, 38% acreditam que ela está melhor hoje, se comparada ao ano anterior. Mas houve queda de 10p.p. em comparação à pesquisa realizada em 2013. Para 32%, a vida financeira hoje está igual ao ano passado e para 28% piorou.

Há um otimismo em relação à vida financeira para 2015: 62% dizem que a vida financeira estará melhor no ano vindouro. A classe D é a mais otimista em relação a esse cenário, com 66% das menções. Para 20%, a vida financeira estará igual e para 11% pior.

Nota metodológica

Os dados da pesquisa “Perspectivas e Compras para Natal e Final de Ano 2014” foram obtidos por meio de um levantamento eletrônico realizado pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito),  de 07 a 21 de novembro de 2014, com 1.041 consumidores usuários do site Consumidor Positivo www.consumidorpositivo.com.br. Para leitura geral dos resultados, deve-se considerar 95% de grau de confiança e margem de erro de 3%, para mais ou para menos.

Sobre o Portal Boa Vista Consumidor Positivo

O Portal Boa Vista Consumidor Positivo reúne serviços aos cidadãos como a autoconsulta online que permite a consulta ao próprio CPF com segurança, privacidade e praticidade de forma gratuita, por meio da internet, de qualquer localidade do País, 24 horas por dia, 7 dias da semana; o SOS Cheques e Documentos que permite registrar documentos e cheques furtados, roubados ou extraviados; campanha Acertando suas Contas para limpar o nome; e outros serviços para garantir a sustentabilidade do crédito dos consumidores.

Comentários

comentários