Vendas para o Dia dos Namorados têm a primeira queda desde 2009 e recuam 0,5% em 2015, diz Boa Vista SCPC

As vendas do comércio para o Dia dos Namorados recuaram 0,5% em 2015, comparadas ao ano anterior, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). É a primeira queda nesta data comemorativa desde 2009. Em 2014, as vendas no comércio superaram em 0,8% o desempenho verificado no mesmo período de 2013.

Apesar de ser um recuo menos intenso do que o obtido em plena crise (-1,2% em 2009), o indicador acompanha a tendência de queda da atividade do comércio, inclusive das próprias datas comemorativas.

Em faturamento, o recuo representa uma perda de R$ 5,2 bilhões em relação a 2014, de acordo com levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Com base na projeção de uma queda real no faturamento do varejo no Brasil, na proporção de vendas da semana do Dia dos Namorados em relação ao total do mês e o resultado de queda das consultas da base de dados da Boa Vista SCPC, a FecomercioSP estimou que o faturamento no varejo foi 13,3% menor do que em 2014.

O cálculo do volume de vendas para o Dia dos Namorados de 2015 é baseado em uma amostra das consultas realizadas no banco de dados da Boa Vista SCPC, com abrangência nacional. Para este Dia dos Namorados foram consideradas as consultas realizadas no período de 1º a 12 de junho de 2015, comparadas às consultas realizadas entre 1º e 12 de junho de 2014. A variação no faturamento, por sua vez, é estimada com base na variação das consultas, na sondagem elaborada pela FecomercioSP e nos dados da Pesquisa Anual do Comércio (PAC) e da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), ambas divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…

Recuperação de crédito cai 2,3% no acumulado 12 meses

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 2,3% na variação acumulada em 12 meses (setembro de 2016 até agosto de 2017). A variação mensal com dados dessazonalizados apresentou aumento de 4,5% contra o mês…

Relatório de Crédito – jul/17

O Banco Central do Brasil (BCB) divulgou os dados de crédito referente a julho. A expansão das operações de crédito, até o momento, continua em ritmo moderado. O crescimento do saldo veio levemente abaixo do esperado, com redução na variação anual (caiu 1,6% em junho/17 contra diminuição de 1,7% em jul/17), atingindo R$ 3,1 trilhões,…