Inflação chega a 6,15% na variação acumulada em 12 meses

São Paulo, 9 de abril de 2014O resultado da inflação oficial (IPCA) referente a março registrou alta de 0,92% no período, pouco acima da expectativa de mercado, de 0,85%. No resultado acumulado em 12 meses, o número passou de 5,68% em fevereiro para 6,15% em março, ficando acima do que fora registrado no final de 2013 (5,91%).

Analisando a abertura, o grupo que mais apresentou impacto foi o de Alimentação e bebidas, responsável em 0,47 p.p. no valor total do mês, variando 0,53%. Outro grupo que pressionou a inflação para cima foi o de Transportes, impactando 0,26 p.p. no índice total após alta de 1,38% no mês. O grupo de Comunicação foi o único que exerceu impacto negativo na inflação, – 0,06 p.p. após queda de 1,26% em março.

Já através de outras medidas alternativas de análise da inflação, a do índice de dispersão (que mede o percentual dos grupos que subiram frente ao total dos produtos da cesta de preços) acelerou, passando de 64,34% registrado em fevereiro para 71,05% em março. Contudo, a aferição obtida pela média dos núcleos andou na contramão, caindo 0,08 p.p. no mês, atingindo 0,59%.

Em todas as análises, o nível de preços apresenta-se em patamares consensualmente elevados. Sendo assim, é provável que a autoridade monetária adote uma política ainda mais austera sobre a taxa de juros, mesmo após o aumento de 0,25 p.p. na última reunião. Desta forma, um novo aumento na taxa básica de juros está longe de ser descartado.

Clique aqui para acessar o documento.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…