Inflação chega a 6,15% na variação acumulada em 12 meses

São Paulo, 9 de abril de 2014O resultado da inflação oficial (IPCA) referente a março registrou alta de 0,92% no período, pouco acima da expectativa de mercado, de 0,85%. No resultado acumulado em 12 meses, o número passou de 5,68% em fevereiro para 6,15% em março, ficando acima do que fora registrado no final de 2013 (5,91%).

Analisando a abertura, o grupo que mais apresentou impacto foi o de Alimentação e bebidas, responsável em 0,47 p.p. no valor total do mês, variando 0,53%. Outro grupo que pressionou a inflação para cima foi o de Transportes, impactando 0,26 p.p. no índice total após alta de 1,38% no mês. O grupo de Comunicação foi o único que exerceu impacto negativo na inflação, – 0,06 p.p. após queda de 1,26% em março.

Já através de outras medidas alternativas de análise da inflação, a do índice de dispersão (que mede o percentual dos grupos que subiram frente ao total dos produtos da cesta de preços) acelerou, passando de 64,34% registrado em fevereiro para 71,05% em março. Contudo, a aferição obtida pela média dos núcleos andou na contramão, caindo 0,08 p.p. no mês, atingindo 0,59%.

Em todas as análises, o nível de preços apresenta-se em patamares consensualmente elevados. Sendo assim, é provável que a autoridade monetária adote uma política ainda mais austera sobre a taxa de juros, mesmo após o aumento de 0,25 p.p. na última reunião. Desta forma, um novo aumento na taxa básica de juros está longe de ser descartado.

Clique aqui para acessar o documento.

Comentários

comentários