Pagamento de dívidas cai 1,8% em janeiro, apura Boa Vista Serviços

Pagamento de dívidas cai 1,8% em janeiro, apura Boa Vista Serviços

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplência – recuou 1,8% no primeiro mês do ano na comparação com dezembro de 2013, descontados os efeitos sazonais. Desta forma, os valores acumulados em 12 meses (comparação entre fev/13 até jan/14 e fev12 até jan/13) desaceleraram, de 3,4%, registrados no final do ano passado, para 2,7% em janeiro.

O menor crescimento da população ocupada no mercado de trabalho e também dos rendimentos reais, assim como menores impactos nos últimos meses das condições de crédito na economia, entre outros fatores, continuam influenciando a redução do ritmo de crescimento do indicador de Recuperação de Crédito. Assim, a tendência é que esta desaceleração se mantenha ao longo de 2014.

Regiões

Com exceção do indicador da região Norte, que obteve leve alta de 0,5% na comparação mensal na série com ajuste sazonal, todos os indicadores contraíram no período, destacando-se as variações de Nordeste, Centro-Oeste e Sul, com quedas de 4,3%, 3,5% e 2,6%, respectivamente – expurgados os efeitos sazonais. No Sudeste, a queda do indicador foi menor (0,8%), mantida a base de comparação.

Quando confrontados os últimos doze meses, destacam-se as regiões Norte (7,2%), Nordeste (6,6%) e Centro-Oeste (6,5%). O Sudeste apresentou expansão de 0,4%, enquanto o Sul avançou 3,7%.

Varejo

A recuperação de crédito no setor varejista já apresenta valores negativos no primeiro mês do ano, evidenciando a tendência de queda deste indicador para 2014. Na análise em 12 meses, o indicador atingiu queda de 1,5%, após ter registrado alta de 0,8% em dezembro de 2013, no mesmo tipo de análise.

Entre as regiões, destacaram-se as variações da região Sul, Sudeste e Nordeste, que caíram 2,5%, 1,9% e 1,5%, respectivamente. Já na região Norte e Centro-Oeste, a tendência, no mesmo parâmetro de análise, ainda é de números positivos, apresentando altas de 1,4% e 0,9%.

 

O indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de exclusões dos registros de dívidas vencidas e não pagas informados anteriormente à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau. 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…

Percentual de cheques devolvidos atingiu 2,06% em fevereiro, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,06% em fevereiro, registrando diminuição em relação a fevereiro de 2016, quando alcançou 2,22%. O percentual de cheques devolvidos sobre movimentados também recuou na comparação mensal (em janeiro o nível foi de 2,07%), sendo o resultado…