Recuperação de crédito avança 3,3% em agosto

No resultado acumulado em 2013, indicador apresentou crescimento de 3,9%; observando-se apenas o setor de varejo, houve aumento de 5%

A recuperação de crédito – obtida a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplência – avançou 3,3% em agosto de 2013 em relação a julho, descontados os efeitos sazonais, conforme relevam os dados de abrangência nacional da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC. Na comparação do acumulado dos últimos oito meses em relação ao período equivalente em 2012, o pagamento das dívidas registrou elevação de 3,9%. Confrontando-se os resultados dos últimos doze meses (set/12 a ago/13) com os doze anteriores (set/11 a ago/12), a variação foi de 5,9%.

A Boa Vista Serviços espera que o indicador de Recuperação de Crédito mantenha se elevado ao longo de 2013, porém a um ritmo menor que o observado no primeiro semestre do ano. Corroboram a nossas expectativas a desaceleração no mercado de trabalho e a redução das melhores condições de crédito na economia brasileira, recentemente. Projeta-se para o ano um aumento de 3,0% em relação a 2012.

 

Regiões

A região Sudeste apresentou a maior elevação mensal, registrando acréscimo de 4,9%, excluídos os feitos da sazonalidade. Já o Nordeste obteve a menor variação: 0,7%, no acumulado do ano.

Quando confrontados os últimos 12 meses findos em agosto com os 12 meses precedentes, os destaques foram as regiões Nordeste (9,7%) e Norte (8,1%). O Sudeste apresentou expansão de 4,6%, enquanto o Sul avançou 5,2%.

 

Varejo

O indicador que considera a recuperação de crédito apenas no varejo acompanhou o indicador geral e apresentou em agosto uma elevação de 2,5% em relação a julho de 2013, descontados os efeitos sazonais. Todas as regiões contribuíram positivamente para a evolução do indicador, principalmente Sudeste (3,5%) e Norte (2,9%).

No acumulado em doze meses, comparado aos doze meses prévios, o indicador do varejo expandiu 6,7%. Nesta mesma base de comparação, todas as regiões exibiram crescimento em seus indicadores, destacando-se Nordeste e Sul, com 9,6% e 6,8% respectivamente.

 

O indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de registros que foram excluídos da base da Boa Vista em virtude do pagamento dos débitos correspondentes. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. O indicador geral considera exclusões de inadimplência financeiras e não financeiras, de varejo, cartões de crédito, de serviços continuados, e tem abertura específica do setor de varejo.

Comentários

comentários