Recuperacao de credito

Recuperação de crédito diminui 3,0% em setembro, mas é positiva no acumulado do ano

Indicador apresenta expansão de 4,8% no acumulado em 12 meses

A recuperação de crédito obtida a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplência recuou 3,0% em setembro de 2013 em relação a agosto, descontados os efeitos sazonais, aponta indicador da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC. Mas na comparação do acumulado no ano em relação ao período equivalente em 2012, o pagamento de dívidas em atraso registrou elevação de 3,7%. Confrontando-se os resultados dos últimos doze meses (out/12 a set/13) com os doze anteriores (out/11 a set/12), a variação positiva foi de 4,8%.

O indicador de recuperação de crédito deve crescer em 2013, estima a Boa Vista Serviços, porém a um ritmo menor que o registrado no primeiro semestre de 2013. A desaceleração no mercado de trabalho e a redução dos impactos das melhores condições de crédito na economia brasileira, recentemente, fundamentam essa estimativa. Projeta-se para o ano uma elevação de 3,0% em relação a 2012.

Regiões

Os indicadores das regiões Sudeste e Sul apresentaram as maiores contrações mensais, respectivamente decréscimos de 3,8% e 3,0%, excluídos os efeitos de sazonalidade.  Observou-se a menor variação na região Norte (-1,2%), na mesma base de comparação.

Quando confrontados os últimos doze meses, findos em setembro, com os doze meses precedentes, os destaques foram as regiões Nordeste (8,5%) e Norte (7,8%). A Sudeste apresentou expansão de 3,2%, enquanto a Sul avançou 4,6% e a Centro-Oeste 6,4%.

Varejo

A recuperação de crédito no setor varejista acompanhou o indicador geral e apresentou em setembro uma queda de 2,1% em relação a agosto de 2013, descontados os efeitos sazonais. Todas as regiões contribuíram para o resultado do agregado nacional, destacando-se Sul (-4,0%), Norte (-3,3%) e Sudeste (-2,3%).

No acumulado em doze meses, comparado aos doze meses prévios, o indicador do varejo expandiu 5,3%. Neste mesmo período, todas as regiões registraram crescimento em seus indicadores, principalmente Nordeste e Sul com 7,7% e 5,9%, respectivamente.

O indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de registros que foram excluídos da base da Boa Vista em virtude do pagamento dos débitos correspondentes. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. O indicador geral considera exclusões de dívidas financeiras e não financeiras, de varejo, cartões de crédito, de serviços continuados, e tem abertura específica do setor de varejo.

Comentários

comentários