Inadimplência geral avança 1% em agosto, revela Boa Vista Serviços

No resultado acumulado em 2013, indicador apresentou queda de 0,9%; observando-se apenas o setor de varejo, houve aumento de 1,5%

A variação mensal de novos registros de inadimplência foi de 1,0% em agosto de 2013, descontados os efeitos sazonais, conforme relevam os dados de abrangência nacional da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC. No resultado acumulado de janeiro a agosto, contra o mesmo período de 2012, houve retração de 0,9%. Já na comparação dos últimos doze meses (set/12 a ago/13) com os doze anteriores (set/11 a ago/12), o indicador recuou 0,2%.

Ao longo do primeiro semestre do ano, os registros de inadimplência  mantiveram uma tendência de queda iniciada no final de 2012. Entretanto, os dados dos meses iniciais do segundo semestre de 2013 apontam para uma desaceleração dessa tendência. Isso pode ser justificado pelo arrefecimento dos impactos das melhores condições de crédito na economia brasileira e do mercado de trabalho. Sendo assim, a Boa Vista Serviços espera que o indicador feche o ano com números levemente inferiores aos de 2012.

O valor médio das dívidas incluídas em agosto foi de R$1.238, sendo 3,23% menor que o vislumbrado em julho após a realização de ajustes de sazonalidade e inflação.

Regiões

As regiões Centro-Oeste e Sul foram as que mais avançaram contra julho –respectivamente 2,6% e 2,2%, – apurados os efeitos sazonais. A região Sudeste expandiu 1,1%, na mesma base de comparação. A tabela abaixo mostra os comparativos em todas as regiões.

Ao confrontar o acumulado dos últimos 12 meses ao período equivalente de 2012, os resultados foram diversos entre as regiões, com reduções no Sudeste (-1,5%) e Sul (-,1%) e elevações no Nordeste (3,9%) e Norte (1,8%).

Varejo

Quando considerado apenas o setor de varejo, o indicador de abrangência nacional de agosto apresentou um avanço de 3,6% contra julho, retirados os efeitos sazonais. No acumulado de janeiro a agosto, a inadimplência no varejo aumentou 1,5%. Observando-se o período de  doze meses o resultado foi uma expansão de 0,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, impulsionado principalmente pelas regiões Sudeste (2,1%) e Sul (1,1%).

 

 

O indicador de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas não pagasinformadas pelas empresas clientes da Boa Vista Serviços. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. O indicador geral considera registros de dívidas financeiras e não financeiras, de varejo, cartões de crédito, de serviços continuados, e tem abertura específica do setor de varejo.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,29% em março, segundo Boa Vista SCPC

No mesmo mês do ano anterior, o percentual foi de 2,59% 20 de abril 2017 – O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,29% em março, registrando diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,59%. O que representa menos cheques…