Inadimplência do consumidor tem alta de 1,1% no acumulado em 12 meses, diz Boa Vista SCPC

A inadimplência do consumidor subiu 1,1%, em todo o país, no acumulado em 12 meses (mai/14 a abr/15 contra os 12 meses antecedentes), de acordo com dados da Boa Vista SCPC. No acumulado de 2015 (jan/15 a abr/15), a variação ficou praticamente estável, recuando 0,3% em relação ao mesmo período de 2014. Na análise mensal (abr/15 contra mar/15), houve um aumento de 0,5% da inadimplência. Na comparação interanual (abr/15 contra abr/14), o indicador apresentou queda de 7,5%.

O valor médio das dívidas que geraram a inadimplência, em abril de 2015, foi de R$ 1.054,00.

img-ina1

A tendência de longo prazo da inadimplência do consumidor apurada pela Boa Vista SCPC, avaliada pela variação acumulada em 12 meses, está em linha com o resultado de inadimplência do Banco Central (de pessoas físicas com recursos livres). A Boa Vista SCPC estima que o Indicador de Inadimplência do Consumidor encerre o ano com ligeiro crescimento de 3,0%, enquanto a inadimplência oficial alcance 5,8%, em um cenário de estabilidade, e sem grandes perspectivas de crescimento da economia no curto prazo.

Regiões

Na análise regional, a avaliação mensal (abr/15 contra mar/15) na série com ajuste sazonal, todas as regiões apresentaram alta da inadimplência, exceto o Sudeste, onde a inadimplência caiu 1,2%. Nas demais regiões, a inadimplência aumentou: 5,0% no Centro-Oeste, 3,6% no Norte, 2,2% no Sul e 1,1% no Nordeste.

Varejo

Quando considerado apenas o varejo, subconjunto do indicador geral, a inadimplência registrou queda de 5,3% em abril de 2015, na comparação com março/15, descontados os efeitos sazonais. Mantida a base de comparação, as regiões apresentaram a seguinte configuração: Centro-Oeste (1,2%), Sudeste (-3,8%), Norte (-6,3%), Sul (-6,6%) e Nordeste (-11,2%).

img-ina2

Metodologia

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

A série histórica do indicador está disponível em: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/registro-de-inadimplencia/

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,79% em agosto

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 1,79% em agosto, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,34 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente a julho (quando o nível foi de 1,90%),…

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…