grafic1

Títulos protestados registram alta de 11,4% no acumulado do ano, revela Boa Vista SCPC

O número total de títulos protestados aumentou 11,4% no acumulado de janeiro a outubro de 2014, em comparação ao mesmo período de 2013, em todo o país, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na separação entre protestos de pessoa jurídica e de pessoa física, houve crescimento de 10,5% e 12,9%, respectivamente.

Na comparação interanual (out/14 contra out/13), os títulos protestados de pessoas físicas aumentaram 24,5% e 18,4% para as pessoas jurídicas, totalizando uma alta de 20,8%.

As variações mensais (out/14 contra set/14) também apresentaram elevação de 8,1%, somando-se os protestos de pessoas físicas e jurídicas. Para as empresas a alta foi de 5,7% e 11,8% para as pessoas físicas.

O valor médio dos títulos protestados para o mês de outubro de 2014 foi de R$ 3.263. Para as pessoas físicas o valor correspondeu a R$ 1.977 e R$ 4.119 para as pessoas jurídicas. A tabela 1 mostra os dados citados.

t1

Títulos protestados de empresas por regiões

Em outubro de 2014, os títulos protestados de empresas representaram aproximadamente 60% do total dos protestos no país. A região Sudeste contribuiu com a maior parcela dos protestos de títulos (51,6%), seguida das regiões Sul (21,9%), Nordeste (11,9%), Centro-Oeste (9,5%) e Norte (5,0%).

No acumulado do ano (jan/14 até out/14), contra o mesmo período de 2013, todas as regiões apresentaram trajetória de alta, destacando-se a região Centro-Oeste com a maior variação (16,1%) e a região Norte com o menor aumento (5,2%).

Na comparação interanual (out/14 contra out/13), o Norte foi a única região que recuou (-35,1%), e as demais apresentaram elevado crescimento, destacando o Sudeste com alta de 27,0%. Já na comparação mensal (out/14 contra set/14), apenas as regiões Centro-Oeste e Sudeste subiram, 11,4% e 11,2%, respectivamente.

O maior valor médio dos títulos protestados em outubro foi na região Norte (R$ 4.732), ante uma média nacional para pessoa jurídica de R$ 4.119. A tabela 2 mostra as variações nos protestos de títulos para as pessoas jurídicas entre as regiões do país para os diferentes períodos.

t2

Nota metodológica

O indicador de títulos protestados mostra a evolução da quantidade de anotações negativas referentes a protestos de títulos, informados por cartórios de protestos no referido mês.

A série histórica do indicador está disponível em: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/titulos-protestados/

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…

Recuperação de crédito cai 2,3% no acumulado 12 meses

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 2,3% na variação acumulada em 12 meses (setembro de 2016 até agosto de 2017). A variação mensal com dados dessazonalizados apresentou aumento de 4,5% contra o mês…

Relatório de Crédito – jul/17

O Banco Central do Brasil (BCB) divulgou os dados de crédito referente a julho. A expansão das operações de crédito, até o momento, continua em ritmo moderado. O crescimento do saldo veio levemente abaixo do esperado, com redução na variação anual (caiu 1,6% em junho/17 contra diminuição de 1,7% em jul/17), atingindo R$ 3,1 trilhões,…