Consumidor opta pela moderação no Dia das Crianças

O consumidor está menos disposto a comprar presentes e vai gastar menos este ano para comemorar o Dia das Crianças, segundo levantamento nacional realizado pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). A pesquisa mostrou que 75% planejam ir às compras para essa data, o que representa uma queda em comparação aos 81% do levantamento realizado em 2014.

Além disso, 59% pretendem gastar menos ou a mesma quantia do ano passado para comemorar o Dia das Crianças e 41% planejam comprar mais. O levantamento da Boa Vista SCPC mostrou que a maioria (27%) gastará menos por contenção de despesas, enquanto 22% alegam que o motivo da retração é o aumento dos preços e 20% dizem que vão priorizar o pagamento de outras despesas, como contas de água e de luz e mensalidades escolares.

O valor médio do presente para as crianças será de R$ 188 este ano, o que significa uma queda de 11% em relação ao ano passado (sem levar em conta a inflação), de acordo com a pesquisa. No geral, 51% pretendem gastar até R$ 100 (21% até R$ 50 e 30% entre R$ 51 e 100).

A pesquisa da Boa Vista SCPC revelou também que 67% presentearão os filhos no Dia das Crianças e 28% vão lembrar dos sobrinhos e 15% dos afilhados.

As compras para lembrar a data serão baseadas principalmente no desejo das crianças (32%), enquanto 25% levarão em conta principalmente o preço.

O levantamento mostrou que 40% dos consumidores vão presentear as crianças com brinquedos, o que representa uma queda em relação aos anos anteriores (a fatia dos que deram prioridade aos brinquedos foi de 62% em 2013 e de 47% em 2014).

Já os eletrônicos ganharam espaço este ano: o levantamento da Boa Vista SCPC mostrou que 28% comprarão esses produtos para o Dia das Crianças, em comparação a 23% que fizeram essa opção no ano passado e 13% em 2013. Vestuário e calçados serão o alvo para 21% dos entrevistados, em comparação a 17% no ano passado.

A pesquisa da Boa Vista SCPC mostrou que 64% dos consumidores vão comprar o presente para o Dia das Crianças à vista, um crescimento de 10 pontos percentuais em relação ao levantamento do ano passado. Outros 36% optarão pelo parcelamento, dos quais 72% pagarão com cartão de crédito e 23% via carnê ou boleto.

A pesquisa completa, incluindo o mapeamento sobre educação financeira na infância, está disponível clicando aqui.

Metodologia

A Boa Vista SCPC utilizou a metodologia quantitativa para realização da coleta das informações, feita por meio de pesquisa eletrônica nacional. O universo da pesquisa é representado por consumidores que buscaram informações e orientações no site Consumidor Positivo da Boa Vista SCPC – www.consumidorpositivo.com.br, entre os dias 19 de agosto a 02 de setembro de 2015. A amostra obtida foi de 1.034 respondentes.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…