Consumidor planeja gastar menos nesta Páscoa, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

Os consumidores estão cautelosos em relação aos gastos relacionados à Páscoa: pesquisa realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) em todas as regiões do País mostrou que 68% dos entrevistados pretendem gastar menos este ano em comparação à Páscoa do ano passado.

O levantamento sobre hábitos de consumo na Páscoa mostrou que apenas 3% planejam gastar mais nas comemorações da data na comparação com as despesas de 2014, e 29% disseram que vão manter o mesmo padrão de gastos.

Segundo a pesquisa da Boa Vista SCPC, 59% dos pesquisados consideram que a Páscoa gera despesas extras no supermercado pela compra de produtos relacionados à data (chocolate, bacalhau e outros peixes, colomba, bebidas etc.). Já para 29% do total, a data significa maior consumo de chocolate.

Nessa linha, a grande maioria dos consumidores (77%) costuma comprar chocolate para comemorar a data, e deste total 61% comprarão ovos de Páscoa, enquanto 39% devem optar por bombons e barras, entre outros produtos que contêm chocolate. A fatia de consumidores que comprarão ovos de Páscoa é maior entre as mulheres (63%) do que entre os homens (59%).

No grupo de consumidores que vai comprar chocolate, 58% pretendem gastar entre R$ 50 e R$ 200, de acordo com o levantamento da Boa Vista SCPC, enquanto 34% planejam gastar até R$ 50 e 8% devem despender mais de R$ 200.

A pesquisa revelou também que 88% vão comprar chocolate à vista, e desse grupo 50% pagarão em dinheiro. A opção de pagar com dinheiro em espécie é mais frequente entre as mulheres (59%) do que entre os homens (43%).

Entre os que não compram chocolate na Páscoa (23% do total de entrevistados), 33% compram outros tipos de alimentos, 9% fazem compras de itens não especificados, 5% optam por viagens, 2% por itens de lazer e apenas 1% prefere brinquedos.

Nota metodológica

Os dados da pesquisa de opinião do consumidor para a Páscoa de 2015 foram obtidos por meio de um levantamento eletrônico realizado pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), de 06 a 23 de fevereiro de 2015, com 1.477 consumidores usuários do site Consumidor Positivo www.consumidorpositivo.com.br. Para leitura geral dos resultados, deve-se considerar 95% de grau de confiança e margem de erro de 2,5%, para mais ou para menos.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

Número de novas empresas cai 3,8% no 2º trimestre

No 2º trimestre de 2017 o número de novas empresas caiu 3,8% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Assim, o resultado configura a primeira queda para esse trimestre desde o início da série histórica (2003). Ainda assim, os valores acumulados no…

Vendas para o dia dos pais recuam 0,5% em 2017

As vendas do comércio para o dia dos pais diminuíram 0,5% em 2017 quando comparadas a 2016, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). O recuo das vendas nesta data foi mais fraco do que o observado em 2016, quando o comércio retraiu 5,2% em relação ao mesmo período de…