Uma história de sucesso

As operações de crédito vêm apresentando um ritmo relevante de crescimento no Brasil com taxas médias acima de 20% desde 2003. Com isto o volume de operações já chegou a R$2,1 trilhões, elevando para quase 50% a relação crédito / PIB no Brasil, que deste vai se aproximando do nível exibido por países desenvolvidos, nos quais as operações de crédito chegam a representar mais de 80% do PIB.

Embora isto nem sempre seja suficientemente reconhecido no Brasil, o crédito é um elemento importante como indutor de desenvolvimento. Ao facilitar a aquisição de bens de consumo, por exemplo, beneficia cadeias produtivas nos mais diversos setores, que geram mais negócios e empregos contribuindo para um círculo virtuoso de crescimento.

É neste contexto que se deve entender o valor do Serviço Central de Proteção ao Crédito para a economia nacional e para as economias regionais. Criado há 57 anos o SCPC tem origem graças a empreendedores visionários, que perceberam a sua necessidade quando ocorriam os primeiros movimentos do processo de industrialização que levaria a profundas transformações nas estruturas de produção e de consumo da sociedade brasileira.

O SCPC começou com informações registradas e arquivadas manualmente e foi acompanhando as inovações tecnológicas, de modo que o tempo entre consulta e resposta, que no início consumia até 10 dias, foi diminuindo gradativamente até se tornar praticamente instantâneo, como é atualmente. Além deste constante aprimoramento, o SCPC construiu uma trajetória de realizações e, principalmente, comprometimento ético em torno de empresários, comerciantes, instituições financeiras e com um ponto vital desta rede, que é o consumidor.

Na condição de administradora do SCPC desde 2010, a Boa Vista Serviços tem sob sua responsabilidade muito mais do que banco de dados com 350 milhões de informações comerciais sobre consumidores e 42 milhões de registros de transações entre empresas. Temos, sobretudo, um compromisso com todos aqueles que em algum momento, nos mais diversos pontos deste País, contribuíram ou continuam contribuindo para a construção do SCPC. Compromisso de honrar esta trajetória e manter a evolução do sistema que revolucionou história do crédito no Brasil.

Neste sentido, nada mais importante no momento do que a efetiva implantação do Cadastro Positivo, uma ideia que desde 1959 está entre as propostas dos pioneiros do SCPC e que levou mais de cinco décadas até a criação oficial. O Cadastro Positivo é mais um mecanismo que vem ajudar a economia brasileira a tornar-se mais ativa. Ele permite que novos participantes tenham acesso ao crédito e, ao mesmo tempo, propicia que empresas que concedem crédito ampliem sua base de clientes. Mas a criação oficial foi apenas o primeiro passo. Torná-lo realidade depende do dinamismo e determinação das lideranças que gravitam em torno do SCPC. E a julgar pela sua história, pode-se dizer que esta realidade está próxima.

*Dorival Dourado é presidente e CEO da Boa Vista Serviços

Comentários

comentários

Posts relacionados

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…

Percentual de cheques devolvidos atingiu 2,06% em fevereiro, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,06% em fevereiro, registrando diminuição em relação a fevereiro de 2016, quando alcançou 2,22%. O percentual de cheques devolvidos sobre movimentados também recuou na comparação mensal (em janeiro o nível foi de 2,07%), sendo o resultado…