Boa Vista Serviços faz acordo com FACMAT e potencializa atuação no Mato Grosso

Parceria amplia a capilaridade da base de dados da empresa e a comercialização de serviços de proteção ao crédito

A Boa Vista Serviços, maior empresa de controle nacional de informações e dados para decisões de negócio de crédito, e a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (FACMAT), entidade representativa que integra a classe empresarial mato-grossense, assinam acordo para atuação conjunta em todo o território do Mato Grosso. Com esta parceria, 61 novas entidades ligadas ao associativismo para o desenvolvimento sustentável da economia passam a integrar a Rede Verde-Amarela da Boa Vista Serviços, a mais completa rede de compartilhamento de dados sobre consumidores e empresas do Brasil.

“Essa aliança estratégica é muito importante para o ciclo de crédito sustentável da região do Mato Grosso. Consumidores e empresas terão inúmeros benefícios com a parceria, que vão desde a maior segurança nas decisões do risco de crédito até o compartilhamento das informações positivas para apoiar a decisão dos clientes, melhorando seus resultados e competitividade”, informa Dorival Dourado, presidente da Boa Vista.

Outra importante parceria recentemente firmada pela Boa Vista é com a Federação das Associações Comerciais e Industriais do Estado de Goiás (FACIEG), que prevê a adesão aos produtos e soluções do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Boa Vista, que serão disponibilizados por todas as associações do estado. Com as duas parcerias, a Boa Vista, que é a administradora do SCPC, amplia sua participação no centro-oeste do Brasil, expande sua captação de dados com novos registros sobre transações de negócios, e traz produtos e serviços inovadores para que as Federações ampliem suas ofertas de serviços aos seus associados e empresas dessas regiões.

Dorival ressalta ainda que o Cadastro Positivo teve sua regulamentação, recentemente, e com isso haverá um importante salto de qualidade no mercado de crédito. O consumidor poderá ter acesso ampliado e em condições mais favoráveis aos empréstimos, enquanto as empresas que concedem crédito passam a ter mais ferramentas para medir o risco das operações de maneira segura, entre outras vantagens.  O Cadastro Positivo é uma ferramenta mais justa socialmente, fazendo a inclusão de um grande contingente de consumidores, hoje excluídos do ciclo sustentável do crédito.

As parcerias com a FACMAT e a FACIEG são continuidade do convênio firmado com a Confederação das Associações Comerciais do Brasil, a CACB, e essas entidades também passam a ter acesso à linha completa de produtos da Boa Vista, desenvolvida para atender às necessidades do mercado, cada vez mais exigente e competitivo.

release_acordo_com_facmat_nov_2012

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…