Índice de Confiança de Serviços atinge novo piso histórico

De acordo com a Fundação Getulio Vargas, a confiança nos serviços atingiu novo piso histórico da série ao registrar 80,7 pontos para os dados dessazonalizados, o que representa queda de 4,5% no mês. Mantida a base de comparação, o Índice de Confiança no Presente também apresentou queda, de 8,0% e o Índice de Expectativas variou … Continue lendo

Confiança da Indústria cai pela 5ª vez no ano

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da FGV recuou pela 5ª vez no ano ao registrar -4,9% em junho na comparação mensal dos dados dessazonalizados, a pontuação do mês foi o pior da série histórica. O Índice da Situação Atual e o Índice de Expectativas também apresentaram reduções, de 5,6% e 4,2%, respectivamente. Quando … Continue lendo

Demanda por crédito mantém trajetória de queda

Depois de encerrar 2014 com um recuo de 7,8% em relação a 2013, a demanda por crédito do consumidor continua em trajetória de queda em 2015. Na medição de maio divulgada hoje, o indicador de Demanda por Crédito da Boa Vista SCPC, com dados de abrangência nacional, apontou queda de 3,9% em relação a abril, … Continue lendo

Confiança do comércio cai novamente em junho

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da FGV apresentou nova variação negativa em junho, de -1,4% na comparação mensal dos dados dessazonalizados. Esta é a quinta queda do indicador no ano. Mantida a base de comparação, o resultado do Índice da Situação Atual e o Índice de Expectativas também apontaram queda, de 2,4% e … Continue lendo

Confiança do Consumidor cai pela 5ª vez no ano

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) em junho caiu pela 5ª vez no ano, com variação de -1,4% na comparação mensal dos dados dessazonalizados. Com 83,9 pontos, o resultado do mês foi 1,2 p.p. mais baixo do que o registrado em maio, mantendo-se abaixo da média histórica, que é … Continue lendo

PME: Desemprego em maio é o maior desde 2010

De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego em maio atingiu 6,7% da população economicamente ativa na série, sendo o maior resultado desde agosto de 2010. Maio superou em 0,3 p.p. o mês de abril e em 1,8 p.p. o mesmo período de 2014. As regiões metropolitanas ficaram com a seguinte configuração: Recife (8,5%), … Continue lendo