Boa Vista SCPC é parceira em elaboração do ranking das 500 maiores da Época Negócios

Por Flávio Estévez Calife, economista da Boa Vista SCPC

A Boa Vista participou como parceira na elaboração do ranking das 500 maiores empresas da Revista Época Negócios.

A área de indicadores econômicos elaborou os indicadores financeiros destas empresas e contribuiu com um artigo sobre os principais resultados observados. Confira na íntegra a publicação.

 

Menos confiança de empresa e consumidor

Os dados do ranking 500 das maiores companhias acendem a luz amarela

 

A confiança de empresários e consumidores pesou muito mais no desempenho das grandes empresas do que os resultados da economia em 2013. Embora o PIB tenha crescido mais – 2,5%, ante 1% em 2012 –, a receita das 500 maiores empresas avançou menos.  O número agregado de receita líquida aumentou 13%, para R$ 2,6 trilhões, em comparação com 14,9% em 2011 e 13,8% em 2012.

Todos os 26 setores analisados no ranking das 500 maiores empresas publicado nesta edição tiveram crescimento da receita líquida, com destaques para  Infraestrutura (33,3%), Comunicação (25,5%) e Agronegócio ( 24,6%). O pior resultado foi o de Tecnologia – Software e Serviços, com 4,3%.

Os lucros, que já haviam recuado fortemente em 2012, voltaram a cair, embora menos. Em 2012, a queda tinha sido de 33,8% e, em 2013, foi de 6,8%. Maiores quedas: Papel e Celulose (-790,7%) e Veículos e Autopeças (-108,7%). Em contrapartida, os lucros de Construção Civil cresceram 119,7% e os de Higiene e Beleza 99,7%.

Uma pequena boa notícia: a margem Ebitda (mede quanto a empresa gera de caixa em relação à receita) mostrou leve melhora: passou de 14,7% para 15,3%.  Pode sugerir que, mesmo com um cenário menos favorável, as empresas conseguiram gerir melhor receitas e despesas operacionais.

Em 2014, o cenário de incertezas prevalece, com maior rigor das empresas nas decisões de investimento das empresas e com um consumidor bastante cauteloso e a quem o crédito está mais restrito. Diante desses desafios, a qualidade dos processos de planejamento e gestão corporativa será decisiva para a melhora do desempenho financeiro das empresas.

 

 

 

 

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….