CAGED: Saldo do emprego aponta criação de 34,3 mil vagas formais em janeiro

Foram divulgados ontem os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), publicado pelo Ministério do Trabalho.

Em janeiro, o saldo de vagas no mercado de trabalho (resultado da diferença entre novas contratações e demissões) foi positivo em 34,3 mil postos formais, sendo 55,9% menor do que no mesmo período do ano anterior.

Avaliando os dados setoriais, houve crescimento do emprego em cinco dos oito segmentos econômicos, o principal destaque foi o setor de Serviços, que criou cerca de 43,4 mil postos de trabalho no mês. Também houve evolução das vagas na Indústria (34,9 mil), Construção Civil (14,2 mil) e Agropecuária (8,3 mil). No sentido contrário, o Comércio teve a principal queda em janeiro (-65,9 mil).

Em relação aos salários, em janeiro, a média real de admissão avançou 1,4% (YoY). Já a média real de demissão apresentou aumento de 0,9%, mantida a base de comparação.

A tímida melhora no mercado de trabalho é reflexo da fraca recuperação da atividade, em um cenário de grande incerteza sobre reformas fiscais e evolução dos investimentos. Dado que as expectativas para o desempenho da economia continuam pouco otimistas, a tendência é de que o emprego siga sua recuperação de forma lenta em 2019.

Posts relacionados

Grandes empresas devem investir mais em 2019

São as grandes empresas (51%) as que devem investir mais em seus próprios negócios em 2019, na comparação com 2018. A constatação é da Pesquisa Perspectiva Empresarial realizada pela Boa Vista, ao longo do 4º trimestre do ano passado, com mais de mil empresários, de todo o país. Porém é entre os microempresários que se…

Movimento do Comércio cai 0,5% em fevereiro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 0,5% em fevereiro na comparação mensal dessazonalizada, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador subiu 1,3%. Já na variação contra fevereiro do ano anterior o varejo cresceu 3,8%….

O que levar em conta ao realizar uma compra à vista ou a prazo?

A maioria dos educadores financeiros afirma que pagar à vista uma compra é a melhor prática para quem deseja manter o controle de suas finanças, porque assim evita dívidas futuras. No entanto, essa decisão depende da análise de inúmeros fatores, por isso, para contribuir com a análise do consumidor no momento da sua tomada de…





Indicadores

Indicadores

Estudos Econômicos

Estudos Economicos

Blog do Economista

Blog do Economista Boa Vista Serviços