IBC-BR: Índice de atividade do Banco Central cresce 0,2% em fevereiro

Segundo o Banco Central, o principal indicador coincidente da atividade econômica, o IBC-BR, registrou alta de 0,2% em fevereiro, na comparação mensal com os dados dessazonalizados. A variação mensal ficou abaixo das projeções do mercado, que esperavam alta de 0,3%.

No acumulado em 12 meses, o indicador registrou leve aceleração, ao passar de 2,3% apontado em janeiro para 2,6% neste mês.

O resultado ocorre após a divulgação da Produção Industrial Mensal (PIM) ter aumentado 0,4% na comparação mensal dos dados ajustados e da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) ter registrado alta de 0,2%, mantida a base de comparação. Apesar do cenário ruim neste mês, tanto o comércio quanto a indústria recuaram na comparação mensal, ainda esperamos que o PIB encerre o ano em 1,8%, uma vez que os resultados no acumulado em 12 meses apresentaram aceleração para ambos os indicadores.

IBCBR fev 2014

Posts relacionados

Pagamento de contas diversas é o que mais pesa no bolso do consumidor

São as contas diversas que estão impossibilitando de o consumidor manter o seu fluxo de caixa organizado e o “nome limpo”, segundo pesquisa online semestral realizada pela Boa Vista SCPC para identificar o Perfil do Consumidor Inadimplente. Dos quase 4 mil respondentes, de todo o Brasil, 23% afirmaram que manter em dia o pagamento de…

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…