PNAD: Desemprego sobe em todas as regiões do país no 1º trimestre do ano

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), o desemprego subiu em todas as regiões do país, sendo que duas das cinco regiões apresentaram um desemprego acima da média nacional. A divulgação de hoje complementa os dados divulgados no final de abril, a qual já havia disponibilizado o agregado total para o país.

A região que apresentou maior alta foi a Nordeste, com desemprego fechando o trimestre em 12,8%. Nas outras regiões os números foram: Sudeste 11,4%, Norte 10,5%, Sul 7,3% e Centro Oeste 9,7%.

A taxa de ocupação no Brasil – que mede a porcentagem da população com idade de trabalhar que está efetivamente ocupada – fechou o primeiro trimestre em 57%, ficando apenas a região Nordeste abaixo da média nacional, com 49%.

Quanto ao rendimento habitual real, que caiu 3,1% na média nacional frente ao mesmo trimestre do ano anterior, a queda foi generalizada em termos regionais. Mantida a base de comparação, as regiões Norte e Sul apresentaram quedas mais intensas, de 7,3% e 6,3% respectivamente, enquanto o Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste caíram 4,2%, 4,0% e 1,2%.

Sem título

O recuo na atividade econômica tem levado as empresas a reduzirem seus custos, diminuindo o número de postos de trabalho e consequentemente aumentando a demanda por vagas (população economicamente ativa, PEA). Somado a isso, a queda dos rendimentos reais dos trabalhadores contribui para que mais pessoas entrem no mercado de trabalho a fim de incrementar o orçamento das famílias. Esses dois fatores pressionam positivamente a taxa de desemprego em todas as regiões do país. Tendo em vista a pouca possibilidade de mudanças no curto prazo, o cenário mais provável é que a PNAD continue em tendência de alta até o fim do ano.

 

Posts relacionados

Número de novas empresas sobe 13,6% em 2017

Em 2017 o número de novas empresas cresceu 13,6% em relação ao ano anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC, com abrangência nacional. Contudo, no 4º trimestre de 2017 o número de novas empresas caiu 2,2% em relação ao 3° trimestre.                            …

Movimento do Comércio sobe 1,5% em 2017

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em 2017, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na comparação mensal com ajuste sazonal, foi observado crescimento de 1,1% em dezembro frente a novembro. Já na avaliação contra dezembro do ano anterior,…

Recuperação de crédito cai 0,4% em 2017

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 0,4% em 2017. Já na análise mensal, houve avanço de 7,1% na variação contra novembro, considerando os dados dessazonalizados. Na comparação com o mesmo mês de 2016…