PNAD: Rendimentos apresentam leve melhora no 2T17

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), os rendimentos reais dos trabalhadores apresentaram melhora em todas as regiões quando avaliadas os valores acumulados em 4 trimestres. A Região Nordeste registrou a primeira marcação positiva (1,6%), ao lado da região Sudeste (0,1%) e Centro Oeste (0,8%). Em relação ao mesmo período do ano anterior, conforme os gráficos ao lado, é possível observar uma grande melhora em todas as regiões. No 2T16, a leitura nacional do Rendimento real era um recuo de 2,5%. A última leitura, no 2TT17 foi positiva de 1,1%.

No que tange o desemprego, considerando os dados os dados sem ajuste sazonal (vide tabela abaixo), a taxa de desocupação avançou de 11,3% no 2T16 para 13,0% no 2T17. Na mesma base de comparação, houve um avanço do desemprego em todas as regiões. A Região Sul apresentou a menor variação entre os períodos (8,0% no 2T16 vs. 8,4% no 2T17), ao passo que o Nordeste foi a região em que houve maior aumento da taxa de desocupação (13,2% no 2T16 vs. 15,8% no 2T17).

Entretanto, considerando a análise com os dados dessazonalizados, houve certa estabilidade no índice nacional, que passou de 12,9% no 1T17 para 12,8% no 2T17. A maior queda foi na região Norte, que passou de 13,1% para 12,3% no mesmo período de comparação. Sul e Centro-Oeste também apresentaram reduções em suas taxas, enquanto que no Nordeste apresentou um leve crescimento e a região Sudeste ficou no campo da estabilidade.

Desta forma, pode-se dizer que a configuração regional do desemprego não apresenta sinais consistentes de melhora, pois ainda há um reflexo do aumento de pessoas em busca de emprego.

Entretanto, é possível observar uma certa melhora em relação ao rendimento real. Outro aspecto importante é a melhora da massa de rendimento, que avançou em todas as regiões do país na comparação interanual. Assim, espera-se que essa melhora permaneça nas próximas leituras.

pnadtri_ago17

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…