Produção Industrial avança 1,1% em outubro, enquanto no acumulado do ano apresenta queda de 6,3%

Comentários:                                                                                                         

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) avançou 1,1% em outubro, na comparação mensal ajustada sazonalmente. Com mais este avanço confirma-se o bom resultado do mês anterior e o setor já se encontra 1,4% acima do nível pré pandemia, de acordo com os dados dessazonalizados.

Já referente ao acumulado dos últimos doze meses, a atividade industrial recuou 5,6%. No acumulado de 2020, o setor também registrou queda de 6,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a análise mensal dessazonalizada, a Indústria de Transformação apontou avanço de 1,2% e a Extrativa Mineral, por outro lado, apresentou recuo de 2,4% em comparação com setembro.

Dentre os ramos industriais houve avanço da atividade em 15 dos 26 pesquisados, sendo que as principais influências positivas ocorreram em: Veículos automotores, reboques e carrocerias (4,7%), Couro, artigos para viagem e calçados (5,7%) e Impressão e reprodução de gravações (18,9%). Por outro lado, os destaques negativos ocorreram em Produtos alimentícios (-2,8%) e Indústrias extrativas (-2,4%).

Dentre as grandes categorias, em outubro, apenas a de Bens Intermediários apresentou recuo no mês (-0,2%). Os grupos de Bens de Consumo e Bens de Capital apresentaram alta de 0,7% e 7%, respectivamente. Já o grupo de Bens Duráveis apresentou avanço de 1,4% e o de Semi e não-duráveis queda de 0,1%.

O desempenho da indústria em outubro reforça a retomada da indústria como um todo, seguindo a tendência dos bons resultados da Sondagem da Indústria dos últimos meses. A recuperação do setor já apresenta resultados superiores ao nível anterior a pandemia, no entanto ainda está condicionada a recuperação dos outros setores e do mercado de trabalho, além do avanço do programa de vacinação contra o coronavírus no próximo ano. Com o fim do auxílio emergencial agendado para o fim do ano e as oscilações no mercado internacional (com o andamento de uma nova segunda onda na Europa e EUA), há de se acompanhar o crescimento da indústria e seus possíveis limites para os próximos meses.

Segundo as projeções reunidas no relatório Focus, na primeira semana de março, esperava-se que a produção industrial apontasse crescimento de 2,4% para 2020, atualmente a projeção de crescimento aponta retração de 5,03% para o ano.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Resultado do PIB revela tombo de 4,1% em 2020

Comentários:                                                                                                          Os dados do PIB do 4º trimestre, divulgados hoje pelo IBGE, ficaram dentro da projeção de recessão esperada, reforçando os efeitos das medidas restritivas decorrentes da pandemia do novo coronavírus. Ao longo de 2020, o PIB apresentou um tombo de 4,1%, interrompendo três anos de desempenho positivo do indicador. Na comparação com o 3º…

Márcio Gerbovic assume como Diretor Comercial na Boa Vista

A Boa Vista, empresa que aplica inteligência analítica na transformação de informações para a tomada de decisões em concessão de crédito e negócios em geral, anuncia Márcio Gerbovic como novo Diretor Comercial, com o objetivo de desenvolver os relacionamentos de alto nível e expandir a capacidade da empresa no incremento de soluções que tenham um…

PNADC: Taxa de desemprego encerra o ano em 13,9%

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) do IBGE, a taxa de desemprego recuou para 13,9% no trimestre móvel encerrado em dezembro de 2020. Estando 0,7 p.p. abaixo do registrado no trimestre de julho a setembro e 2,9 p.p. maior com relação ao mesmo período do ano passado (11%). Em…