Atividade econômica recua 0,12% no terceiro trimestre

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) registou em setembro queda de 0,01% frente a agosto na série com ajuste sazonal. Considerado como um sinalizador de desempenho do PIB, o IBC-Br registrou queda de 0,12% na comparação com o segundo trimestre. Tal resultado deveu-se, sobretudo, à retração observada pela indústria, cuja produção teve queda de 1,4% no mesmo período. Em contrapartida, o resultado só não foi pior devido ao bom dinamismo do varejo, que registrou em setembro o sétimo mês consecutivo de alta.

A queda do ritmo de atividade no terceiro trimestre já era esperada pela RC Consultores após o bom resultado obtido pelo PIB no trimestre anterior. No entanto, cabe frisar que em relação a igual período de 2012, a economia mantém evolução positiva, ainda que lenta. Em comparação com igual trimestre de 2012, o IBC-Br registrou alta de 2,7%. No ano, o índice acumula crescimento de 2,8%. A fraca evolução da indústria continua sendo o principal fator de contenção da atividade. Mesmo com a desvalorização do Real nos últimos meses, os ganhos de competitividade ainda não foram assimilados. Ao invés disso, dada a forte dependência da indústria brasileira por insumos importados, a depreciação do câmbio acabou por onerar ainda mais o produtor nacional. Embora o varejo continue crescendo, isso ocorre em ritmo cada vez menor. O dado divulgado pelo IBGE ontem mostrou que o crescimento em 12 meses caiu para 4,8%, a menor taxa desde meados de 2004. O último trimestre deve apresentar alguma melhora em relação ao terceiro, mas não será capaz de levar o crescimento da economia além dos 2,5% este ano.

Ed.314

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…