Aumenta volatilidade nos mercados

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

Segundo a última pesquisa divulgada pelo Datafolha, Marina Silva, provável candidata à Presidência da República pelo PSB no lugar de Eduardo Campos, estaria empatada tecnicamente com Aécio Neves, com 21% das intenções de votos. Aécio Neves do PSDB registrou 20%, enquanto Dilma Rousseff permanece com 36%.

Este elevado patamar de intenção de votos em Marina Silva foi resultado em grande parte da migração dos votos brancos, nulos e indecisos, demonstrando que ela terá papel de destaque no processo eleitoral. Esta mudança brusca no cenário político tem gerado incertezas e consequentemente elevação da volatilidade nos mercados, tanto no acionário quanto no cambial. O índice FX Vol da BM&F Bovespa, que mede a expectativa de oscilações do Real, já começou a subir após um período de baixa volatilidade (saiu de 9,11% a.a. em 23/07 para 11,48% a.a. no último dia 14/08). Além disso, o mercado questiona a manutenção das atuações do BC no mercado cambial, dado o grande estoque de swaps cambiais já utilizados. O cenário econômico e político para os próximos meses está menos previsível e o mercado irá reagir a isto com mais volatilidade, seja para cima, seja para baixo.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em 2017

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em 2017, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na comparação mensal com ajuste sazonal, foi observado crescimento de 1,1% em dezembro frente a novembro. Já na avaliação contra dezembro do ano anterior,…

Recuperação de crédito cai 0,4% em 2017

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 0,4% em 2017. Já na análise mensal, houve avanço de 7,1% na variação contra novembro, considerando os dados dessazonalizados. Na comparação com o mesmo mês de 2016…

Inadimplência do consumidor cai 3,5% em 2017

A inadimplência do consumidor caiu 3,5% em 2017, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já na avaliação mensal com ajuste sazonal, dezembro apresentou retração 4,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016, o indicador caiu 6,0%. Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, ocorreu queda nas regiões Nordeste (-5,4%),…