BC mantém câmbio apreciado

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O Banco Central informou na noite de sexta-feira que dará continuidade ao programa de swaps cambiais após o encerramento, previsto para esse mês, da segunda fase das intervenções promovidas pela autoridade monetária desde agosto de 2013. A decisão acabou com a incerteza que rondava o mercado, levando o dólar a fechar ontem com queda de 0,84% a R$ 2,23. O euro também recuou mais de 1%, fechando a R$ 3,03.

A decisão do BC em manter o programa de swaps, ainda que não tenha definido as condições de atuação, demonstra a preocupação da autoridade monetária com o impacto de uma possível alta do dólar sobre a inflação. Os fatores que pressionam a inflação estão presentes e preocupa o governo a possibilidade de que o teto da meta seja rompido próximo às eleições. No entanto, a estratégia de manter o real apreciado no curto prazo pode ser perigosa. O déficit em conta corrente é elevado, atingindo 3,65% do PIB no acumulado em 12 meses. Além disso, o quadro de excesso de liquidez na economia global pode se inverter devido à perspectiva de subida da taxa de juros nos EUA, afetando não apenas o Brasil, mas todos os emergentes.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…

Cresce fatia dos que utilizarão o 13º salário para pagar contas de início de ano e poupar

  Dos mais de mil entrevistados pela Boa Vista SCPC, em sua pesquisa online sobre hábitos de consumo para o Natal e Fim de Ano, 75% dos respondentes afirmaram que receberão o 13º salário. Destes, 37% disseram que utilizarão a renda extra para quitar dívidas, o que representa uma queda de 19 pontos percentuais (p.p.)…