Comissão Europeia lança plano para evitar estagnação

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, explica hoje no parlamento europeu o plano que projeta uma injeção de 315 bilhões de euros na economia da zona do euro. O plano Juncker, como é conhecido, prevê a criação de um Fundo Europeu para o Investimento Estratégico (FEIE), uma espécie de capital de risco para financiar projetos com nível de risco mais elevados que os escolhidos pelo Banco Europeu de Investimento.

Juncker vai ter a difícil missão de converter 21 bilhões de euros de fundos europeus em € 315 bilhões de investimentos. Isso porque uma das grandes dúvidas é a capacidade de alavancagem dos € 21 bilhões, sob forma de garantia, que a Comissão tem no orçamento. Ou seja, cada euro do fundo europeu teria de se reproduzir 14 vezes em capital privado para atingir a meta de Juncker. Esse anúncio oficial surge junto do relatório da OCDE que recomenda um pacote de medidas para a zona do euro, de forma a afastar a ameaça de estagnação econômica permanente. Na verdade, o ciclo vicioso que amarra a economia produtiva na zona do euro tem origem no fato das dívidas das famílias, empresas e até de países com comprometimentos excessivos não terem tido solução adequada, dado que implicaria numa complexa reestruturação bancária que os governos desses países preferiram não encarar. No Brasil, sofremos, nesse período, do mal ao contrário, porque tivemos excesso de demanda, com pressões inflacionárias surgindo por todos os lados, que o BC tenta reprimir com aumentos de juros, que continuarão a subir enquanto o governo não fizer sua parte corrigindo o gasto público excessivo.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…