Controle da inflação requer novas estratégias

Por Marcel Caparoz / Everton Carneiro, da RC Consultores

O IPCA-15 divulgado hoje pelo IBGE registrou alta de 0,57% em novembro. No ano, a alta já é de 5,06%, valor praticamente idêntico ao mesmo período do ano passado, quando o acumulado até novembro registrava 5,05%. A inflação deste ano será muito semelhante à de 2012, quando o IPCA fechou em 5,84%. Alimentos e Serviços permanecem pressionando a inflação, com variação acumulada em 12 meses de 8,93% e 8,73%, respectivamente.

Um olhar mais atento aos números, no entanto, revela diferenças substanciais entre os dois períodos. Em 2012, os preços livres registraram alta de 6,55%, enquanto os monitorados 3,67%, uma diferença de 2,88 pontos percentuais. Segundo os dados mais recentes do IPCA-15, os preços livres atingiram alta de 7,31% no acumulado em 12 meses, enquanto os monitorados registraram sua mínima histórica, de 0,94%, ampliando a diferença entre os dois valores para 6,37 pontos percentuais. Os recentes embates em torno do reajuste do preço da gasolina refletem este posicionamento por parte do governo em controlar indiretamente a inflação. Tudo indica que esta estratégia já se esgotou. Uma pressão pelo aumento dos preços monitorados deverá ocorrer ao longo de 2014, ainda que abaixo da média da inflação. Some-se ainda a realização da Copa do Mundo, que impulsionará ainda mais os preços dos serviços, como hotéis e passagens aéreas. Uma combinação desfavorável de fatores, como uma nova pressão sobre os preços dos alimentos, poderá levar a inflação no próximo ano acima das estimativas do governo.

Ed.316

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…